sicnot

Perfil

Vistos gold

Vistos gold

Vistos Gold

Ex-presidente do Instituto dos Registos e Notariado foi libertado

O ex-presidente do Instituto dos Registos e Notariado (IRN), António Figueiredo, que estava em prisão domiciliária no âmbito do processo dos vistos Gold foi libertado por ter expirado o prazo máximo da medida de coação, disse à Lusa o seu advogado.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Na terça-feira, o juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), decidiu marcar para 8 de abril a decisão de levar ou não a julgamento os arguidos do processo dos vistos Gold.

Durante o debate instrutório, Carlos Alexandre disse que expirava na sexta-feira o prazo máximo para que o arguido António Figueiredo, antigo presidente do Instituto de Registos e Notariado, pudesse estar em prisão domiciliária com pulseira eletrónica, passando, por isso, a ficar em liberdade.

O caso dos vistos Gold tem 17 arguidos, incluindo o ex-ministro da Administração Interna Miguel Macedo, o ex-diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras Manuel Jarmela Palos, o ex-presidente do Instituto de Registos e Notariado António Figueiredo e a ex-secretária-geral do Ministério da Justiça Maria Antónia Anes.

O processo dos vistos Gold surgiu na sequência da Operação Labirinto, que, em novembro de 2014, envolveu várias buscas e 11 detenções.

A Operação Labirinto estava relacionada com a aquisição de vistos Gold e investiga indícios de corrupção ativa e passiva, recebimento indevido de vantagem, prevaricação, peculato de uso, abuso de poder e tráfico de influência.

Lusa

  • António Figueiredo vai para prisão domiciliária
    1:10

    País

    António Figueiredo, principal arguido do processo "Vistos Gold" e antigo presidente do Instituto dos Registos e Notariado, deixou hoje a cadeia e vai passar a estar em prisão domiciliária. A acusação deverá ser conhecida até ao final da semana.

  • Ex-presidente do Instituto de Registos e Notariado nega crime de branqueamento
    1:52

    País

    Começou esta manhã a fase instrutória do caso dos Vistos Gold. É uma espécie de pré-julgamento em que os arguidos apresentam argumentos para arquivar o processo. Na primeira sessão, o antigo presidente do Instituto de Registos e Notariado, António Figueiredo, falou para negar um dos crimes de branqueamento de que está acusado. A defesa de Manuel Palos, antigo diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), não pediu a abertura de instrução. O advogado João Medeiros argumenta que quer seguir o mais rápido possível para julgamento.

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.