sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Principais acontecimentos relacionados com o voo MH370 da Malaysia Airlines

Cronologia dos principais acontecimentos relacionados com o desaparecimento do avião da Malaysia Airlines, que efetuava o voo MH370, em 08 de março de 2014.

2014

8 de março: Um Boeing 777 da Malaysia Airlines partiu do aeroporto de Kuala Lumpur às 00:41 locais (17:41 em Lisboa) com destino a Pequim, tendo a bordo 227 passageiros e 12 membros da tripulação.

Uma hora após a descolagem, o voo MH370 muda o seu curso, sem qualquer explicação, deixando de ter contacto com os controladores de tráfego aéreo.

O Vietname afirma que o avião desapareceu no seu espaço aéreo, iniciando pesquisas após a deteção de vestígios de combustível.

15 de março: É descoberto, na Malásia, que as comunicações foram desativadas, sendo a mudança de trajetória uma "ação deliberada", tendo em conta que o avião continuou a voar por mais sete horas.

O âmbito da pesquisa é alargado a mais 26 países que participam da investigação para descobrir o que realmente aconteceu naquele dia.

24 de março: O primeiro-ministro malaio anuncia que o voo MH370 terminou o seu curso no sul do oceano Índico.

26 de março: Imagens captadas por um satélite revelam a presença de 122 objetos à deriva.

30 de março: A Austrália está a coordenar as operações de busca no mar juntamente com outros seis países (China, Malásia, Japão, Nova Zelândia, Coreia do Sul, EUA).

Apesar de mais de 300 aviões estarem a avaliar o terreno, com mais de 4,5 milhões de quilómetros quadrados, a exploração subaquática tem prioridade, visto desconfiar-se que o avião caiu no mar. Contudo, apesar de todos os esforços reunidos, não há qualquer sinal do avião.

2015

29 de janeiro: O desaparecimento do voo MH370 é oficialmente declarado pela Malásia como um "acidente", adiantando que as pessoas a bordo estão todas mortas, provavelmente, causando alguma agitação nas famílias que exigem provas e os corpos dos seus familiares ou amigos.

08 de março: Segundo o relatório preliminar divulgado por especialistas independentes, a investigação sobre o desaparecimento do voo não indicou qualquer prova que pudesse incriminar a tripulação, não tendo revelado também qualquer anomalia mecânica.

A explicação mais credível diz que houve uma queda brusca no nível de oxigénio no interior do avião que fez com a tripulação e os passageiros ficassem inconscientes, tendo a aeronave continuado a voar em piloto automático, até cair no mar devido a falta de combustível.

29 de julho: Um pedaço da fuselagem de uma aeronave, com dois metros de comprimento, foi encontrado ao largo da ilha Reunião.

31 de julho: Os responsáveis australianos pela investigação dizem estar "cada vez mais convencidos" de que o fragmento da asa do avião, descoberto ao largo da ilha Reunião é do Boeing 777 desaparecido a 08 de março de 2014.

01 de agosto: O fragmento da asa chega a França e foi reencaminhado para o laboratório militar Balma, nos subúrbios de Toulouse, em França, para serem analisados por especialistas.

02 de agosto: O Departamento de Transportes da Malásia disse em comunicado que a peça foi "oficialmente reconhecida" como fazendo parte da asa de um Boeing 777, um fragmento designado 'flaperon'.

05 de agosto: Vinte pessoas, incluindo especialistas do Departamente de Investigação e Análise (BEA), representantes da Boeing e homólogos da Malásia, começou a analisar o fragmento de asa no laboratório da Direcção-Geral de Armamento - Técnicas Aeraunauticas (DGA TA), de Balma.

O primeiro-ministro da Malásia anuncia que o destroço encontrado há uma semana ao largo de Reunião pertencem ao avião que efetuava o voo MH370.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.