sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Principais acontecimentos relacionados com o voo MH370 da Malaysia Airlines

Cronologia dos principais acontecimentos relacionados com o desaparecimento do avião da Malaysia Airlines, que efetuava o voo MH370, em 08 de março de 2014.

2014

8 de março: Um Boeing 777 da Malaysia Airlines partiu do aeroporto de Kuala Lumpur às 00:41 locais (17:41 em Lisboa) com destino a Pequim, tendo a bordo 227 passageiros e 12 membros da tripulação.

Uma hora após a descolagem, o voo MH370 muda o seu curso, sem qualquer explicação, deixando de ter contacto com os controladores de tráfego aéreo.

O Vietname afirma que o avião desapareceu no seu espaço aéreo, iniciando pesquisas após a deteção de vestígios de combustível.

15 de março: É descoberto, na Malásia, que as comunicações foram desativadas, sendo a mudança de trajetória uma "ação deliberada", tendo em conta que o avião continuou a voar por mais sete horas.

O âmbito da pesquisa é alargado a mais 26 países que participam da investigação para descobrir o que realmente aconteceu naquele dia.

24 de março: O primeiro-ministro malaio anuncia que o voo MH370 terminou o seu curso no sul do oceano Índico.

26 de março: Imagens captadas por um satélite revelam a presença de 122 objetos à deriva.

30 de março: A Austrália está a coordenar as operações de busca no mar juntamente com outros seis países (China, Malásia, Japão, Nova Zelândia, Coreia do Sul, EUA).

Apesar de mais de 300 aviões estarem a avaliar o terreno, com mais de 4,5 milhões de quilómetros quadrados, a exploração subaquática tem prioridade, visto desconfiar-se que o avião caiu no mar. Contudo, apesar de todos os esforços reunidos, não há qualquer sinal do avião.

2015

29 de janeiro: O desaparecimento do voo MH370 é oficialmente declarado pela Malásia como um "acidente", adiantando que as pessoas a bordo estão todas mortas, provavelmente, causando alguma agitação nas famílias que exigem provas e os corpos dos seus familiares ou amigos.

08 de março: Segundo o relatório preliminar divulgado por especialistas independentes, a investigação sobre o desaparecimento do voo não indicou qualquer prova que pudesse incriminar a tripulação, não tendo revelado também qualquer anomalia mecânica.

A explicação mais credível diz que houve uma queda brusca no nível de oxigénio no interior do avião que fez com a tripulação e os passageiros ficassem inconscientes, tendo a aeronave continuado a voar em piloto automático, até cair no mar devido a falta de combustível.

29 de julho: Um pedaço da fuselagem de uma aeronave, com dois metros de comprimento, foi encontrado ao largo da ilha Reunião.

31 de julho: Os responsáveis australianos pela investigação dizem estar "cada vez mais convencidos" de que o fragmento da asa do avião, descoberto ao largo da ilha Reunião é do Boeing 777 desaparecido a 08 de março de 2014.

01 de agosto: O fragmento da asa chega a França e foi reencaminhado para o laboratório militar Balma, nos subúrbios de Toulouse, em França, para serem analisados por especialistas.

02 de agosto: O Departamento de Transportes da Malásia disse em comunicado que a peça foi "oficialmente reconhecida" como fazendo parte da asa de um Boeing 777, um fragmento designado 'flaperon'.

05 de agosto: Vinte pessoas, incluindo especialistas do Departamente de Investigação e Análise (BEA), representantes da Boeing e homólogos da Malásia, começou a analisar o fragmento de asa no laboratório da Direcção-Geral de Armamento - Técnicas Aeraunauticas (DGA TA), de Balma.

O primeiro-ministro da Malásia anuncia que o destroço encontrado há uma semana ao largo de Reunião pertencem ao avião que efetuava o voo MH370.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Casos de cancro nos pulmões diminuem
    3:08

    País

    O mapa do cancro em Portugal está a mudar, pela primeira vez os casos de cancro do cólon ultrapassaram os do pulmão. A proibição de fumar em locais públicos tem levado à diminuição dos casos de tumores pulmonares.

  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28