sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Austrália confiante de que buscas pelo voo MH370 decorrem "no lugar certo"

As autoridades australianas manifestaram-se hoje confiantes de que as operações de busca pelo voo MH370 decorrem "no lugar certo" e que o avião da Malaysia Airlines, desaparecido há mais de um ano, vai ser encontrado.

© Stringer France / Reuters

Os destroços, parte de uma asa, descobertos há uma semana na ilha francesa Reunião, no Oceano Pacífico, "parecem indicar que o avião realmente se despenhou, mais ou menos, na área onde pensamos, sugerindo, pela primeira vez, que estamos um pouco mais perto de resolver este desconcertante mistério", afirmou o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott.

A Malásia confirmou, esta quarta-feira, que os detritos encontrados há uma semana pertencem ao voo MH370, o que confirma o despenho da aeronave desaparecida há 17 meses.

A ministra dos Negócios Estrangeiros, Julie Bishop, acrescentou que as autoridades australianas vão continuar a desempenhar um papel de liderança, e que a descoberta serviu como uma prova que vai ajudar a localizar, de forma mais exata, a área onde caiu.

"Espero que esta descoberta nos permita encontrar o avião mais cedo ou mais tarde", disse a chefe da diplomacia australiana aos jornalistas em Kuala Lumpur.

A descoberta na ilha Reunião "é consistente com o trabalho que estamos a fazer, pelo que temos confiança de que estamos a procurar na zona certa e que o avião será encontrado ali", afirmou, por seu lado, o comissário-chefe do Departamento de Segurança dos Transportes da Austrália, Martin Dolan, à rádio ABC.

Ressalvou, contudo, ser "muito cedo" para dizer o que aconteceu.

A Austrália tem liderado as operações de busca pelo avião, que desapareceu quando estabelecia a rota entre Kuala Lumpur e Pequim, com 239 pessoas a bordo, em março do ano passado.

Nenhuma pista foi encontrada até à descoberta dos destroços na ilha francesa.

As operações traduziram-se no rastreio, até ao momento, de uma área de 50.000 dos 120.000 quilómetros do perímetro marítimo delineado no sul do Oceano Índico, onde especialistas calculam que se tenha despenhado o avião com base na análise de dados de satélite.

Lusa

  • Familiares das vítimas do voo MH370 querem mais respostas
    1:58

    Voo MH370

    Os familiares das vítimas do voo MH370 da Malaysia Airlines querem ainda mais respostas e perceber o que realmente se passou. Receberam com estranheza a confirmação de que os destroços encontrados na ilha da Reunião são do avião desaparecido. A maioria ainda tem esperança de que as autoridades possam encontrar mais do que os destroços do aparelho e anseiam por fazer o luto.

  • PM da Austrália garante empenho total para apurar o que aconteceu ao voo MH370
    1:49

    Voo MH370

    As autoridades australianas estão confiantes de que as buscas pelo avião das linhas aéreas da Malásia, que desapareceu no ano passado, estão a decorrer no lugar certo. A Austrália tem liderado as operações e acredita agora estar mais perto de resolver o mistério, depois de ter sido confirmado que o destroço recuperado no Índico pertencia mesmo ao boeing 777 do voo MH 370.

  • Conchas na asa do Boeing 777 podem determinar origem dos destroços
    1:51

    Voo MH370

    O fragmento da asa do Boeing 777 continua a ser examinada em Toulouse, França. Os especialistas já confirmaram que o destroço pertence ao MH 370 desaparecido em Março do ano passado. Segundo um especialista, se os perceves forem da família dos Lepas haverá forte probabilidade do voo MH370 se ter despenhado numa zona de águas frias do sudoeste da Austrália.

  • À procura de mais destroços do voo MH 370
    1:15

    Mundo

    A procura de destroços de avião tornou-se uma autêntica caça ao tesouro na Ilha da Reunião depois das autoridades malaias terem pedido a colaboração de todos para se resolver o mistério do desaparecimento do voo MH 370.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.