sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Austrália confiante de que buscas pelo voo MH370 decorrem "no lugar certo"

As autoridades australianas manifestaram-se hoje confiantes de que as operações de busca pelo voo MH370 decorrem "no lugar certo" e que o avião da Malaysia Airlines, desaparecido há mais de um ano, vai ser encontrado.

© Stringer France / Reuters

Os destroços, parte de uma asa, descobertos há uma semana na ilha francesa Reunião, no Oceano Pacífico, "parecem indicar que o avião realmente se despenhou, mais ou menos, na área onde pensamos, sugerindo, pela primeira vez, que estamos um pouco mais perto de resolver este desconcertante mistério", afirmou o primeiro-ministro australiano, Tony Abbott.

A Malásia confirmou, esta quarta-feira, que os detritos encontrados há uma semana pertencem ao voo MH370, o que confirma o despenho da aeronave desaparecida há 17 meses.

A ministra dos Negócios Estrangeiros, Julie Bishop, acrescentou que as autoridades australianas vão continuar a desempenhar um papel de liderança, e que a descoberta serviu como uma prova que vai ajudar a localizar, de forma mais exata, a área onde caiu.

"Espero que esta descoberta nos permita encontrar o avião mais cedo ou mais tarde", disse a chefe da diplomacia australiana aos jornalistas em Kuala Lumpur.

A descoberta na ilha Reunião "é consistente com o trabalho que estamos a fazer, pelo que temos confiança de que estamos a procurar na zona certa e que o avião será encontrado ali", afirmou, por seu lado, o comissário-chefe do Departamento de Segurança dos Transportes da Austrália, Martin Dolan, à rádio ABC.

Ressalvou, contudo, ser "muito cedo" para dizer o que aconteceu.

A Austrália tem liderado as operações de busca pelo avião, que desapareceu quando estabelecia a rota entre Kuala Lumpur e Pequim, com 239 pessoas a bordo, em março do ano passado.

Nenhuma pista foi encontrada até à descoberta dos destroços na ilha francesa.

As operações traduziram-se no rastreio, até ao momento, de uma área de 50.000 dos 120.000 quilómetros do perímetro marítimo delineado no sul do Oceano Índico, onde especialistas calculam que se tenha despenhado o avião com base na análise de dados de satélite.

Lusa

  • Familiares das vítimas do voo MH370 querem mais respostas
    1:58

    Voo MH370

    Os familiares das vítimas do voo MH370 da Malaysia Airlines querem ainda mais respostas e perceber o que realmente se passou. Receberam com estranheza a confirmação de que os destroços encontrados na ilha da Reunião são do avião desaparecido. A maioria ainda tem esperança de que as autoridades possam encontrar mais do que os destroços do aparelho e anseiam por fazer o luto.

  • PM da Austrália garante empenho total para apurar o que aconteceu ao voo MH370
    1:49

    Voo MH370

    As autoridades australianas estão confiantes de que as buscas pelo avião das linhas aéreas da Malásia, que desapareceu no ano passado, estão a decorrer no lugar certo. A Austrália tem liderado as operações e acredita agora estar mais perto de resolver o mistério, depois de ter sido confirmado que o destroço recuperado no Índico pertencia mesmo ao boeing 777 do voo MH 370.

  • Conchas na asa do Boeing 777 podem determinar origem dos destroços
    1:51

    Voo MH370

    O fragmento da asa do Boeing 777 continua a ser examinada em Toulouse, França. Os especialistas já confirmaram que o destroço pertence ao MH 370 desaparecido em Março do ano passado. Segundo um especialista, se os perceves forem da família dos Lepas haverá forte probabilidade do voo MH370 se ter despenhado numa zona de águas frias do sudoeste da Austrália.

  • À procura de mais destroços do voo MH 370
    1:15

    Mundo

    A procura de destroços de avião tornou-se uma autêntica caça ao tesouro na Ilha da Reunião depois das autoridades malaias terem pedido a colaboração de todos para se resolver o mistério do desaparecimento do voo MH 370.

  • Sporting de Braga afastado da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting de Braga derrotou esta quinta-feira o Marselha, em Braga, por 1-0, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Um triunfo insuficiente para o apuramento, depois do desaire da equipa minhota em França (3-0).

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Os 36 golos dos 16 avos da Liga Europa

    Liga Europa

    A jornada europeia ficou marcada, no panorama das equipas portuguesas, pelo apuramento do Sporting e pela eliminação do Sporting de Braga. Os leões passam assim a ser o único clube luso em prova na Liga Europa. Nos oitavos de final, o emblema de Alvalade pode encontrar adversários como o Arsenal, o Atlético de Madrid ou o AC Milan. O sorteio realiza-se esta sexta-feira, ao meio-dia. Aqui, veja ou reveja todos os golos da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

  • "O dia a dia na Síria também é lutar por um pão"
    10:13

    Mundo

    Desde domingo que os bombardeamentos do regime sírio a Ghouta já fizeram mais de 400 mortos. Ghouta é o último reduto rebelde nos arredores da capital da síria, onde as forças fiéis a Bashar Al Assad iniciaram no domingo uma intervenção militar de larga escala. Cândida Pinto, editora de Internacional da SIC, e a psicóloga Maria Palha, que já esteve na Síria ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras, estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00
  • Proposta de um cessar-fogo na Síria sem acordo

    Mundo

    O embaixador da Rússia junto das Nações Unidas afirmou esta quinta-feira que os 15 membros do Conselho de Segurança não alcançaram um acordo para aprovar um cessar-fogo de 30 dias na Síria, proposta negociada há mais de duas semanas.