sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Buscas do avião da Malaysia Airlines são suspensas na segunda-feira

As buscas do Boeing-777, da Malaysia Airlines, desaparecido em março de 2014, vão ser suspensas na segunda-feira, disse esta sexta-feira em Sainte-Marie o representante do governo francês na ilha de Reunião, Dominique Sorain, citado pela agência France Presse (AFP).

As buscas, que começaram na sexta-feira passada, cobriram perto de 10.000 quilómetros quadrados de oceano.

As buscas, que começaram na sexta-feira passada, cobriram perto de 10.000 quilómetros quadrados de oceano.

© Jacky Naegelen / Reuters

Dominique Sorain acrescentou que além de um fragmento de asa que "provavelmente" pertence ao aparelho que efetuava o voo MH370, não foi encontrado na ilha da Reunião mais nenhum destroço de avião, pelo que se nenhum objeto de importância for encontrado até segunda-feira, as operações de busca terrestre e aérea serão suspensas.

"Nenhum objeto que poderia pertencer a um avião foi encontrado no mar", declarou hoje aquele responsável, que reconheceu ter sido recolhida "uma certa quantidade de destroços".

Os destroços foram entregues a investigadores, mas não há nada com as dimensões do fragmento de asa de um Boeing-777 que foi encontrado na ilha em julho, e que as autoridades declararam pertencer ao aparelho que efetuava o voo MH370.

As buscas, que começaram na sexta-feira passada, cobriram perto de 10.000 quilómetros quadrados de oceano.

A polícia passou mais de 200 horas à procura de destroços, precisou o representante francês, que não revelou o custo das operações.

A pequena ilha do Oceano Índico, um departamento ultramarino de França, tem recebido a atenção dos meios de comunicação internacionais desde que que foi encontrado o fragmento da asa.

A 5 de agosto, o primeiro-ministro da Malásia declarou que especialistas "confirmaram de forma conclusiva" que o destroço pertence ao avião que desapareceu misteriosamente a 08 de março de 2014, mas investigadores franceses foram, no entanto, mais cautelosos, afirmando apenas haver uma "probabilidade muito grande" de que a peça seja do avião.

A diferença de linguagem entre especialistas desencadeou reações furiosas dos familiares das vítimas.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.