sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Fragmento de avião encontrado em Moçambique é "quase certamente do MH370"

Os destroços de uma avião encontrados em Moçambique são "quase certamente do MH370", disse hoje o ministro dos Transportes da Austrália, após análises aos fragmentos feitas por especialistas que investigam o desaparecimento do voo da Malaysia Airlines.

© Andrew Winning / Reuters

"As análises concluíram que os destroços são quase certamente do MH370", disse Darren Chester, em comunicado, acrescentando que a equipa de investigação ao voo da Malaysia Airlines concluiu que os fragmentos correspondem a painéis de um Boeing 777 da companhia malaia.

"Que tais destroços tenham sido encontrados na costa leste de África é consistente com os modelos de correntes elaborados pelo CSIRO [órgão nacional de ciência] e reforça os nossos trabalhos de busca no sul do Oceano Índico", afirmou.

A Austrália está a liderar as buscas pelo MH370 no Oceano Índico, para onde se acredita que o voo Kuala Lumpur-Pequim se tenha desviado quando desapareceu, a 08 de março de 2014, com 239 passageiros e tripulação a bordo.

As buscas devem terminar entre junho e julho se o avião não for encontrado na zona em questão, com uma área de 120 mil quilómetros quadrados.

"A busca pelo MH370 continua", assegurou Chester.

"Há 25 mil quilómetros quadrados de área subaquática que ainda têm de ser investigados. Estamos focados em terminar esta tarefa e estamos otimistas que o avião será encontrado", acrescentou.

Até agora ainda não se descobriu onde o avião caiu e apenas parte de uma asa do Boeing 777 foi recuperada de uma praia no Oceano Índico, na Ilha da Reunião, tendo sido definitivamente ligada ao MH370.

Especialistas, incluindo da Austrália e da Boeing, têm examinado, juntamente com uma equipa malaia, os dois pedaços encontrados no início do mês em Moçambique.

Lusa

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de quatro anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.