sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Destroços encontrados em Moçambique são "quase com toda a certeza" do voo MH370

Os dois destroços de avião encontrados ao largo de Moçambique pertencem "quase com toda a certeza" ao voo MH370, desaparecido a 8 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo, informam hoje fontes oficiais.

© Olivia Harris / Reuters

Segundo as conclusões das análises realizadas pelo Gabinete para a Segurança no Transporte da Austrália (ATBS, na sigla em inglês), que lidera as buscas pelo aparelho, as duas peças faziam parte da fuselagem do Boeing 777 da Malaysia Airlines.

Os dois destroços, encontrados a 27 de dezembro de 2015 e a 27 de fevereiro de 2016 em dois locais separados por 220 quilómetros, perto de Moçambique, "serão esta semana devolvidos à Malásia", indica um comunicado da ATBS.

A autoridade australiana também está a investigar, desde a semana passada, outros destroços encontrados na África do Sul e na Ilha Maurícia, de modo a determinar a sua procedência.

Estes quatro fragmentos juntam-se a outro, encontrado em julho de 2015 na ilha francesa de Reunião, a este do Madagáscar, aquele que foi o primeiro indício tangível de que o Boeing 777 da companhia malaia se despenhou no Oceano Índico.

A Austrália lidera uma operação em que também participam a Malásia e a China e que procura pelos restos do avião numa área de cerca de 120 mil quilómetros quadrados, numa zona remota do Índico.

O MH370 desapareceu 40 minutos após descolar de Kuala Lumpur rumo a Pequim, depois de, segundo a investigação oficial, alguém desligar os sistemas de comunicação e desviar o aparelho, que se terá despenhado no mar quando ficou sem combustível.

Lusa

  • Primeiras projeções dão vitória a Angela Merkel

    Mundo

    A CDU da chanceler Angela Merkel venceu as eleições legislativas deste domingo com 33,5% dos votos, seguida dos sociais-democratas do SPD e do partido Alternativa para a Alemanha, de extrema-direita, segundo uma sondagem divulgada pela televisão pública ZDF.

  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    Mundo

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia, na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.