sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Voo da Malaysia Airlines desaparecido mergulhou no oceano a grande velocidade

© Olivia Harris / Reuters

O voo MH370 da Malaysia Airlines desaparecido há mais de dois anos mergulhou a grande velocidade no oceano, na zona onde decorrem as buscas, segundo um estudo publicado hoje.

O Boeing 777 da companhia aérea malaia desapareceu a 8 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo, pouco depois de descolar de Kuala Lumpur com destino a Pequim, e ter-se-á despenhado no oceano Índico.

As operações de busca lideradas pela Austrália concentram-se numa vasta zona de 120.000 quilómetros quadrados, cerca de três vezes a superfície da Suíça.

Alguns especialistas admitem que, com alguém aos comandos, o aparelho pode ter sido conduzido para bem longe da zona de buscas.

Mas estudos encomendados pela Boeing e novos dados do Departamento da Defesa australiano sugerem que, independentemente do papel dos pilotos, o avião mergulhou na água a uma velocidade muito elevada, de cerca de 20.000 pés por minuto, segundo o jornal The Australian.

Quando o MH370 ficou sem combustível e os motores se incendiaram, abrandou antes de se precipitar, descendo dos 35.000 pés a uma velocidade entre os 12.000 e os 20.000 pés por minuto, segundo o relatório da Boeing.

Por outro lado, dados obtidos pelo Departamento de Defesa australiano parecem confirmar este mergulho acentuado, com informações sobre sinais enviados automaticamente entre o avião e um satélite.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41