sicnot

Perfil

New Articles

Cheias no Japão já mataram três pessoas e inundaram milhares de casas

Cheias no Japão já mataram três pessoas e inundaram milhares de casas

As intensas cheias que atingiram o Japão já causaram a morte de três pessoas e deixaram dezenas desaparecidas, informaram hoje as autoridades, quando milhares de profissionais foram destacados para ajudar no resgate de residentes.

As chuvas mais fortes em décadas continuam a cair no país, ameaçando piorar as condições atmosféricas causadas pelo tufão Etau, que chegou ao Japão no início da semana.

Pelo menos 25 pessoas, incluindo duas crianças de oito anos, estão desaparecidas na cidade de Joso, a cerca de 60 quilómetros de Tóquio, segundo a emissora pública NHK, que cita as autoridades locais,

As cheias causaram deslizamentos de terras e transbordo dos rios, incluindo do Kinugawa.

Quando o dique do Kinugawa cedeu em Joso, de 65.000 habitantes, uma área de 32 quilómetros quadrados ficou inundada, incluindo 6.500 casas.

Imagens aéreas mostram casas a serem arrastadas pela corrente e residentes de Joso a acenarem com toalhas para pedir ajuda, enquanto embarcações do exército tentam resgatar a população e helicópteros retiram pessoas dos telhados.

"Foi a primeira vez que vi um dique rebentar no rio Kinugawa", disse à AFP um residente idoso.

O porta-voz do Governo Yoshihide Suga disse que cerca de 5.8000 tropas, polícia e bombeiros tinham sido hoje enviados para as áreas inundadas.

Com Lusa

  • Condutora que atropelou peregrinos "internada compulsivamente"

    País

    A condutora do veículo que hoje atropelou seis peregrinos na Estrada Nacional 365, em Alcanena, apresentava problemas do foro psicológico e teve de ser internada compulsivamente. O atropelamento esta madrugada fez uma vítima mortal, um homem, e feriu cinco pessoas, uma das quais em estado grave.

  • Maduro deve ser reeleito em eleições contestadas pela oposição
    1:46

    Mundo

    Os venezuelanos elegem hoje o Presidente que deverá estar à frente do país até 2025. Há quatro candidatos, mas Nicolás Maduro é o favorito na corrida. A oposição apelou ao boicote e vários países da América e das Caraíbas, os EUA e a UE já avisaram que não reconhecerão resultados de uma eleição que não é livre nem transparente.

  • A solução de Elon Musk para os engarrafamentos em Los Angeles
    1:23