sicnot

Perfil

New Articles

Salário mínimo na Venezuela aumenta 30% a partir de hoje

Salário mínimo na Venezuela aumenta 30% a partir de hoje

O Presidente da Venezuela anunciou uma atualização do salário mínimo e das pensões na ordem dos 30%.

Os aumentos têm efeitos a partir de hoje, Dia do Trabalhador.

Desde que chegou ao poder, há três anos, Nicolás Maduro já decretou 12 vezes o aumento salarial.

Depois da subida de 20%, em março, esta é a segunda vez, este ano, que o Presidente da Venezulela atualiza o salário minimo e as pensões.

O rendimento mínimo integral vai passar para 33 mil 636 bolívares, 2.952 euros. Segundo dados oficias, a Venezuela encerrou 2015 com uma inflação de 180%.

  • Nicolas Maduro diz que ficará no poder até ao fim do mandato
    1:06

    Mundo

    O Presidente da Venezuela desvaloriza a convulsão social no país e garante que se mantém no poder. Esta quarta-feira registaram-se distúrbios e pilhagens em várias localidades, devido à escassez de alimentos. Milhares de pessoas passaram horas em filas para assinar um documento a exigir um referendo que revogue o mandato do Nicolas Maduro. A grave crise económica no país está a ser agravada pela crise energética.

  • Venezuela e Moçambique em análise
    8:14

    Opinião

    O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, foi convidado do Jornal das 9 para comentar as últimas notícias que dão conta de uma crise política na Venezuela e do clima de tensão vivido em Moçambique nos últimos dias.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28