sicnot

Perfil

New Articles

Salário mínimo na Venezuela aumenta 30% a partir de hoje

Salário mínimo na Venezuela aumenta 30% a partir de hoje

O Presidente da Venezuela anunciou uma atualização do salário mínimo e das pensões na ordem dos 30%.

Os aumentos têm efeitos a partir de hoje, Dia do Trabalhador.

Desde que chegou ao poder, há três anos, Nicolás Maduro já decretou 12 vezes o aumento salarial.

Depois da subida de 20%, em março, esta é a segunda vez, este ano, que o Presidente da Venezulela atualiza o salário minimo e as pensões.

O rendimento mínimo integral vai passar para 33 mil 636 bolívares, 2.952 euros. Segundo dados oficias, a Venezuela encerrou 2015 com uma inflação de 180%.

  • Nicolas Maduro diz que ficará no poder até ao fim do mandato
    1:06

    Mundo

    O Presidente da Venezuela desvaloriza a convulsão social no país e garante que se mantém no poder. Esta quarta-feira registaram-se distúrbios e pilhagens em várias localidades, devido à escassez de alimentos. Milhares de pessoas passaram horas em filas para assinar um documento a exigir um referendo que revogue o mandato do Nicolas Maduro. A grave crise económica no país está a ser agravada pela crise energética.

  • Venezuela e Moçambique em análise
    8:14

    Opinião

    O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, foi convidado do Jornal das 9 para comentar as últimas notícias que dão conta de uma crise política na Venezuela e do clima de tensão vivido em Moçambique nos últimos dias.

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.