sicnot

Perfil

New Articles

Ataque em Dusseldorf não foi um "ato terrorista", reforça polícia alemã

Ataque em Dusseldorf não foi um "ato terrorista", reforça polícia alemã

O porta-voz da polícia alemã, Andreas Czogalla, reforçou a ideia de que o ataque de um homem com um machado, que feriu nove pessoas na estação de Dusseldorf, não está relacionado com terrorismo.

Numa conferência de imprensa, as autoridades esclareceram que nenhum dos feridos está em risco de vida mas que há pelo menos quatro pessoas com ferimentos graves.

O suspeito é bósnio, tem 36 anos e sofre de problemas mentais. Foi detido depois de ter saltado de um viaduto perto da estação de comboios, e ficou gravemente ferido.

  • Polícia alemã deteve dois suspeitos de atacarem sete pessoas em Dusseldorf
    0:51

    Mundo

    Dois homens foram detidos esta quinta-feira depois de ferirem sete pessoas com um machado, principal estação de comboios de Dusseldorf, na Alemanha. As autoridades estão a investigar se há outros atacantes em fuga. Um dos feridos encontra-se em estado grave e outro está entre a vida e a morte. Perante o ataque, o Governo alemão anunciou um reforço de segurança em vários locais públicos.

  • Sete feridos em ataque com machado em Dusseldorf
    0:52

    Mundo

    Sete pessoas ficaram feridas, três com gravidade, depois de terem sido atacadas por um homem com um machado numa estação ferroviária de Dusseldorf, na Alemanha. A hipótese de terrorismo já foi descartada pelas autoridades.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Dominado incêncio no centro de tratamento de resíduos da Tratolixo
    1:55

    País

    O fogo na Tratolixo, em Trajouce, deflagrou esta segunda-feira à noite. As chamas foram controladas a meio da manhã pelos bombeiros. No local estão 133 operacionais, apoiados por 51 veículos. O fogo não fez vítimas nem danos materiais. O vento dificultou o combate às chamas.

  • Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.