New Articles

"O que eu digo aos meus irmãos é que os maiores prejudicados vamos ser nós"

"O que eu digo aos meus irmãos é que os maiores prejudicados vamos ser nós"

Vitor Fonseca é o filho mais velho e o braço executivo de Francisco Fonseca, no negócio da família. São naturais da cidade do Porto. Em 2014 investiram 1,7 milhões de euros muma aplicação do Banque Preiveé Espírito Santo, na Suíça. O dinheiro caiu num saco sem fundo e desapareceu. Vitor Fonseca é um dos protagonistas da próxima Grande Reportagem "Saco Azul". Para ver na próxima quinta-feira no Jornal da Noite e no site da sicnoticias.pt.


"Saco Azul", a quarta Grande Reportagem associada ao universo BES, dá um passo em direção ao mundo Espírito Santo Enterprises, a entidade que Ricardo Salgado terá usado para tentar administradores e diretores do GES e do BES, empresários e políticos. Através da história de Francisco Fonseca, um empresário do Porto, aproximamo-nos daquela que pode ter sido a forma usada para financiar um saco sem fundo que terá alimentado o poder e a influência de uma marca que não sobreviveu, depois de 145 anos de história.

  • "A minha maior vitória foi o dinheiro não me entusiasmar, por isso é que fiquei se ele"
    0:39

    A Ruína

    Francisco Fonseca tem 77 anos e é empresário do setor vidreiro. Herdou após a morte do pai, a Vidraria Fonseca que está prestes a completar 120 anos. Tem também negócios na área do imobiliário.Em 2014, decide, a conselho da gestora bancária, aplicar o dinheiro que tinha no BPES (Banco Privée Espírito Santo), na Suíça. Tinha 1 milhão e 644 mil euros. O dinheiro caiu num saco azul e desapareceu.Francisco Fonseca é o principal protagonista da próxima Grande Reportagem "Saco Azul". Para ver na próxima quinta-feira no Jornal da Noite e no site da sicnoticias.pt.

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • Jorge Jesus já pode falar sobre o Sporting
    2:27

    Desporto

    No Sporting, Battaglia e Bas Dost podem estar de regresso ao clube de Alvalade, depois de terem rescindido contrato. Outra das notícias do dia é o fim da cláusula de confidencialidade que não permitia a Jorge Jesus falar sobre o tempo passado no clube.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48
  • "Não tenho casa, não tenho família, não sei para onde ir"
    0:15