sicnot

Perfil

Institucional

Sinalização de Emissão

A RTP, a SIC e a TVI adotam com efeitos a partir do dia 20 de fevereiro de 2012 uma sinalética comum, para efeitos de informação do espetador acerca das caraterísticas da respetiva programação, incluindo sobre a classificação etária dos programas, funcionalidades disponíveis em cada programa para públicos com necessidades especiais e, bem assim, tipos de comunicação comercial de que beneficiam os programas. Alguns símbolos pretendem também possibilitar a correta identificação da natureza de alguns espaços comerciais na emissão. Por via da adoção destes símbolos — para além de se esclarecer o público — cumprem-se exigências legais e satisfazem-se preocupações destes operadores inerentes ao exercício socialmente responsável da atividade de televisão.

1.         Classificação etária.

A sinalização a adotar em matéria de classificação etária da programação corresponde aos escalões já utilizados pela RTP, SIC e TVI desde Setembro de 2006. Em resumo, esses escalões são os seguintes:

 

 

A classificação etária é emitida durante 10 segundos no início e no retomar dos programas após os intervalos, no canto superior direito do ecrã.

2.         Funcionalidades disponíveis para públicos com necessidades especiais.

Os programas que disponham de funcionalidades para públicos com necessidades especiais são devidamente sinalizados, através dos seguintes símbolos:

 

 

 

Estes símbolos são emitidos no canto superior direito do ecrã, após a classificação etária e durante cinco segundos. Estes símbolos devem também ser emitidos em permanência, durante os programas a que se referem.

3.         Tipos de comunicação comercial presentes nos programas.

Os programas que contam com alguma forma de comunicação comercial audiovisual são devidamente identificados, através dos seguintes símbolos:

 

 

Estes símbolos são emitidos no canto superior direito do ecrã após a classificação etária ou, se aplicável, após a emissão dos símbolos correspondentes às funcionalidades para públicos com necessidades especiais, durante cinco segundos. Estes símbolos devem ser emitidos no início, no recomeço após o intervalo e no fim dos programas. O símbolo das telepromoções deve igualmente ser emitido durante as próprias telepromoções, em permanência no ecrã. O símbolo do programa patrocinado pode ser substituído pela identificação dos patrocinadores.

4.         Natureza de espaços comerciais presentes na emissão.

A natureza dos espaços comerciais emitidos simultânea ou paralelamente com conteúdo editorial deve ser claramente identificada, através das expressões e símbolos seguintes:

 

 

Estes símbolos são emitidos em permanência, durante o período de tempo em que é emitida a comunicação comercial audiovisual a que os mesmos se referem e na zona do ecrã em que esta está a ser emitida.

O símbolo de comunicação institucional deve ser emitido juntamente com qualquer transmissão de uma comunicação institucional, e não apenas juntamente com a emissão de comunicações institucionais em ecrã dividido ou partilhado.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".