sicnot

Perfil

Prémio Intermarché Produção Nacional 2017

Orivárzea - O carolino genuinamente português reconhecido por gourmets

O Prémio Intermarché Produção Nacional 2017 apresenta-lhe a Orivárzea, pré-finalista na categoria Produção Primária.

Na Ásia, este alimento tem milhares de anos. Entre nós, as primeiras referências ao seu cultivo remontam ao século XIII, mas só no século XIX terá surgido o plantio de diferentes variedades, entre elas o carolino. Hoje, curiosamente, a Orivárzea, o maior produtor de arroz a nível nacional e o maior da Europa de carolino (o tipo mais produzido e consumido em Portugal), exporta para muitos países, inclusive asiáticos.

A história desta empresa começou em 1997, quando um grupo de 10 orizicultores das lezírias ribatejanas se juntou para produzir de forma integrada (produção não nociva à saúde nem ao ambiente) e comercializar um arroz de excelência, sobretudo Ariete. “É um arroz reconhecido e certificado, característico da nossa gastronomia, que absorve facilmente os aromas e sabores dos temperos e ingredientes”, explica Jorge Parreira, diretor comercial e de marketing. O Ariete é responsável por cerca de 70% da produção desta organização, localizada em Salvaterra de Magos, que nos seus 5300 hectares de arrozais também produz agulha, aromático e integral, bem como especiais para sushi, para risotto e para bebés, sendo a Bom Sucesso a sua principal marca.

Tudo sobre os pré-finalistas aqui.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38