Última Edição

0
0:08

Última Edição

1
7:52

Motorista Uber diz que foi agredido no Porto

2
3:20

Quatro mil taxistas entopem Lisboa

3
2:31

Momento de exaltação no protesto dos taxistas no Porto

4
0:55

Taxistas satisfeitos com "solidariedade" do presidente da Câmara de Lisboa

5
0:53

Rui Moreira "recetivo" e "solidário" com preocupações dos taxistas

6
2:25

Cerca de 200 taxistas manifestam-se em Faro

7
2:16

Manifestação de lesados do Banif no Funchal

8
2:06

Greve dos estivadores pode levar a escassez de bens alimentares

9
3:01

Papa recebeu criança portuguesa com doença rara

10
0:57

Temperaturas acima dos 30 graus para o fim de semana

11
0:36

Trump diz que não vale a pena ser eleito pelo partido caso não ganhe eleições em novembro

12
1:19

Jesus desvaloriza facto de FC Porto já não poder subir na classificação

13
1:57

Villarreal em vantagem na Liga Europa depois de vitória frente ao Liverpool

14
2:06

Sevilha empata na Ucrânia com o Shakhtar Donetsk 2-2

15:16 03.09.2011

Manifestação de jovens resulta em feridos, detidos e agressão a jornalistas em Luanda

Reuters Angola foi o quarto mercado de Portugal, a seguir à Espanha, Alemanha e França, três países da União Europeia que absorveram quase metade das  exportações portuguesas (Reuters)

Várias pessoas ficaram feridas, outras detidas  e alguns jornalistas agredidos em consequência da manifestação que hoje  um grupo de jovens angolanos está a realizar em Luanda para exigir a destituição  do Presidente do país. 

A manifestação, realizada com o objetivo de "exigir a destituição de  José Eduardo dos Santos" e a "democratização dos órgãos públicos", começou  ao início da tarde de hoje, no Largo da Independência, como previa o seu  programa. 

No largo, onde tinham a autorização para se manifestarem, juntaram-se  cerca de uma centena de jovens, sob vigilância de um forte aparato policial.

Às 14h00, o grupo de jovens tomou a iniciativa de partir em direção  ao Palácio Presidencial, para exigir a libertação de um dos seus membros,  que alegadamente tinha sido raptado algumas horas antes da manifestação.

A Polícia tentou impedir a intenção, tendo se gerado uma confusão, que  resultou no ferimento, detenção e agressão de jornalistas, que se encontravam  a fazer a cobertura da manifestação. 

A agressão, perpetrada por elementos civis que se encontravam igualmente  no local, sem identificação, atingiu dois câmaras da RTP África, bem como  a destruição do seu equipamento, e o jornalista da Voz da América, que igualmente  viu danificados os seus meios de trabalho. 

Entretanto, o grupo de manifestantes continua no Largo da Independência  ainda sob vigilância da Polícia. 

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Mundo

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
16:49
BE manifesta "apoio político" aos taxistas em protesto contra a Uber
16:48
Descontos para transportadoras levantam questões de concorrência - Galp
16:47
Ex-mayor de Londres suspenso do Partido por declarações anti-semitas
16:26
TAP retoma operação normal para Bruxelas a partir de 2ª feira
16:26
Costa diz que continuam negociações com EUA sobre base das Lajes
16:12
Todos os 13 ocupantes do helicóptero morreram, diz polícia norueguesa
16:10
Comité Paralímpico lança movimento de sensibilização "SemPena2016"
15:48
EUA doam 5 barcos a Cabo Verde para combater narcotráfico
15:47
ciclista José Gonçalves assumiu liderança da Volta à Turquia
15:39
PM remete para ministro do Ambiente resposta aos taxistas
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .