Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
1:40

Miguel Albuquerque quer diálogo firme com a República

2
0:57

PSD manifesta disponibilidade para trabalhar com Miguel Albuquerque

3
0:41

PS reconhece derrota na Madeira mas retira significado nacional

4
1:53

Portas fala em resultado "consistente e sustentado" do CDS na Madeira

5
1:11

Jerónimo considera vitória de Albuquerque continuidade da política de Jardim

6
0:51

Catarina Martins salienta eleição de dois deputados do BE na Madeira

7
0:26

Coligação Mudança destaca importância da elevada abstenção

8
1:49

Movimento Juntos Pelo Povo foi a surpresa da noite eleitoral na Madeira

9
3:11

O afastamento político e pessoal de Jardim e Albuquerque

10
0:48

"A manter esta atitude, dificilmente alguém vai ganhar a Portugal"

11
1:29

Ilídio Vale feliz por tudo ter corrido bem a Portugal

12
1:21

Costa reforça que níveis de emprego em Portugal regrediram 20 anos

13
2:47

Autoridades montaram perímetro de segurança para orações pela tragédia nos Alpes

14
1:34

Mudança da hora afetou principalmente quem trabalhou este domingo

15
2:37

Concerto surpresa dos GNR na baixa do Porto

14:24 04.11.2011

França e Reino Unido abstêm-se em votação sobre admissão da Palestina, Portugal mantém abertura

REUTERS Arquivo Reuters

França e Reino Unido vão abster-se na votação de qualquer resolução sobre a admissão da Palestina como Estado membro das Nações Unidas, enquanto Portugal mantém em aberto uma posição final, disseram à Lusa fontes diplomáticas na ONU.

De acordo com uma fonte diplomática de um país europeu com poder de veto no Conselho de Segurança, não vai haver em relação à questão palestiniana coordenação de voto entre os 4 países da União Europeia no organismo - França, Reino Unido, Alemanha e Portugal.

As posições de França e Reino Unido deverão ser expostas a nível nacional nos próximos dias, adiantou a mesma fonte.

Embora ainda não esteja agendada uma votação sobre o pedido de admissão palestiniano, a correlação de forças contra e a favor será determinante para um dos países membros do Conselho de Segurança mais próximos da Palestina, como o Líbano, vir a promover a submissão de uma resolução a votação.

Quinta feira, realizou-se na sede da ONU a primeira reunião em que os diferentes países declararam a sua posição em relação à admissibilidade da candidatura palestiniana.

Entre os países favoráveis contam-se Rússia, China, África do Sul, Brasil, Índia e Líbano.

Outros países membros reservaram a sua posição, caso de Portugal, que preside em novembro ao Conselho de Segurança, e também da Alemanha.

Contactada pela Lusa, fonte da missão portuguesa adiantou que a missão considera que a Palestina "reúne as condições" para a admissão como membro da ONU, mas sublinha que é "importante ter em conta um processo negocial que conduza a uma solução pacífica com dois Estados", israelita e palestiniano.

Na quarta feira, o embaixador português na ONU, Moraes Cabral, disse que Portugal não iria decidir "no vago e em abstrato", e que a "resolução  [sobre a admissão], se existir até pode ter diferentes formulações".

Portugal absteve-se na votação da admissão da Palestina como membro da UNESCO, agência da ONU para a Educação e Cultura, enquanto países europeus como a França ou a Espanha votaram a favor.

Em relação a pedidos de admissão palestinianos a entidades do sistema Nações Unidas, Moraes Cabral afirma que "cada situação será apreciada pelo seu justo valor".

Para ver aprovada a sua candidatura, a Palestina vai precisar de nove votos favoráveis, e que nenhum dos cinco membros com poder de veto - Estados Unidos, Reino Unido, China, Rússia e França - bloqueie o processo.

Washington, contudo, opõe-se totalmente à adesão da Palestina e já anunciou a intenção de vetar qualquer resolução.

O pedido de admissão deu entrada no Conselho de Segurança no final de setembro, pela mão do presidente da Autoridade Palestiniana, e os 15 países membros decidiram então remetê-lo para um grupo de trabalho especializado.

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Mundo

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
23:47
CDU considera resultado na Madeira "determinante" para o futuro
23:36
Tenista Rafael Nadal eliminado na 3ª ronda do torneio de Miami
23:25
Ébola: Levantada medida de confinamento geral na Serra Leoa
23:22
Vitória do PSD/Madeira festejada nas ruas do Funchal
23:02
Catarina Martins salienta eleição de 2 deputados do BE na Madeira
22:47
Moviflor ainda opera com a marca em Angola
22:46
Protecção de Dados reavalia e-factura após queixas de contribuintes
22:44
Economia japonesa muito perto da deflação
22:43
Credores gregos preparam novas reformas
22:42
Governo açoriano “empenhado” em ajudar a SATA
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .