Última Edição

1
0:05

Última Edição

2
16:22

"Não há qualquer tribunal a mais de 59 km do tribunal de origem"

3
2:33

Paula Teixeira da Cruz diz que admite críticas mas não má fé deliberada

4
1:01

Ministra rejeita queixa crime da Ordem dos Advogados sobre o novo mapa judiciário

5
2:35

Novo mapa judiciário custou 39 milhões de euros

6
2:11

Plataforma informática dos tribunais só ficou disponível depois das 18:00

7
2:09

PSD quer um novo mandato para governar a partir de 2015

8
0:39

Miguel Macedo garante que Governo está atento a portugueses entre os jihadistas

9
2:07

Antigo padre da Golegã detido em dezembro de 2013 vai mesmo a tribunal

10
0:39

Tempestades nos EUA fazem pelo menos quatro feridos

11
2:08

Forças ucranianas retiram-se do aeroporto de Lugansk após confrontos

12
1:36

Pirata informático divulga fotos íntimas de celebridades na internet

13
3:04

Filme mais recente de Manoel de Oliveira vai ser exibido no Festival de Veneza

14
2:33

A reabertura do Cinema Ideal em Lisboa

16:29 21.05.2012

NATO transfere segurança para afegãos até meados de 2013

REUTERS (Reuters)

A NATO vai transferir a responsabilidade  pela segurança para os afegãos "até meados de 2013" e assumirá um papel  de apoio até ao final de 2014, anunciou hoje a organização na declaração  final da Cimeira de Chicago. 

"Até meados de 2013 (...), as forças de segurança afegãs serão as principais  responsáveis pela segurança em todo o país. Com essa etapa ultrapassada,  o papel da força internacional evoluirá crescentemente de uma missão principalmente  de combate para uma missão de formação, conselho e assistência", até ao  final de 2014, segundo o documento. 

Entre meados de 2013 e o final de 2014, as tropas da NATO vão manter-se  no país para "garantir que os afegãos beneficiam do apoio de que necessitam  para se adaptarem às novas responsabilidades, mais importantes". 

"Estamos a reduzir a nossa força, gradual e responsavelmente, para completar  a missão da ISAF a 31 de dezembro de 2014", lê-se no texto sobre a Força  Internacional de Assistência à Segurança, a missão da NATO no Afeganistão.

A declaração confirma o calendário estabelecido na Cimeira de Lisboa  (novembro de 2010). A transferência da responsabilidade de segurança para  os afegãos foi dividida em cinco fases, a terceira das quais foi lançada  este mês. 

No documento, os aliados manifestam o compromisso para com o Afeganistão  após a saída das tropas, prometendo "um sólido apoio político e prático,  a longo prazo". 

"A NATO está preparada para estabelecer, a pedido do governo do Afeganistão,  uma nova missão, pós-2014, de natureza diferente, para treinar, aconselhar  e assistir as forças de segurança afegãs", declararam. 

"Essa não será uma missão de combate. Encarregamos o Conselho (do Atlântico  Norte) de começar imediatamente a trabalhar no processo de planeamento militar  para a missão pós-ISAF", acrescentam. 

Na declaração, os líderes da Aliança Atlântica apelam por outro lado  ao Paquistão para que reabra as vias de abastecimento às colunas da coligação  internacional no Afeganistão "assim que possível". 

A reabertura das vias de abastecimento, estratégica para a saída gradual  da NATO do Afeganistão, está num impasse devido aos custos de passagem exigidos  pelo Paquistão, considerado inaceitável pelos Estados Unidos. 

No documento, a NATO manifesta o seu apreço à Rússia e aos países da  Ásia Central por autorizarem a passagem das colunas de abastecimento da  Aliança pelos seus territórios. 

Os 28 membros da Aliança Atlântica discutiram a missão no Afeganistão  no jantar de domingo. Para hoje está prevista uma reunião dos aliados com  os outros 22 países que participam na ISAF. 

Com Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

Mundo

Publicidade

Agora

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .