sicnot

Perfil

Mundo

NATO transfere segurança para afegãos até meados de 2013

A NATO vai transferir a responsabilidade  pela segurança para os afegãos "até meados de 2013" e assumirá um papel  de apoio até ao final de 2014, anunciou hoje a organização na declaração  final da Cimeira de Chicago. 

(Reuters)

(Reuters)

© Jim Young / Reuters

"Até meados de 2013 (...), as forças de segurança afegãs serão as principais  responsáveis pela segurança em todo o país. Com essa etapa ultrapassada,  o papel da força internacional evoluirá crescentemente de uma missão principalmente  de combate para uma missão de formação, conselho e assistência", até ao  final de 2014, segundo o documento. 

Entre meados de 2013 e o final de 2014, as tropas da NATO vão manter-se  no país para "garantir que os afegãos beneficiam do apoio de que necessitam  para se adaptarem às novas responsabilidades, mais importantes". 

"Estamos a reduzir a nossa força, gradual e responsavelmente, para completar  a missão da ISAF a 31 de dezembro de 2014", lê-se no texto sobre a Força  Internacional de Assistência à Segurança, a missão da NATO no Afeganistão.

A declaração confirma o calendário estabelecido na Cimeira de Lisboa  (novembro de 2010). A transferência da responsabilidade de segurança para  os afegãos foi dividida em cinco fases, a terceira das quais foi lançada  este mês. 

No documento, os aliados manifestam o compromisso para com o Afeganistão  após a saída das tropas, prometendo "um sólido apoio político e prático,  a longo prazo". 

"A NATO está preparada para estabelecer, a pedido do governo do Afeganistão,  uma nova missão, pós-2014, de natureza diferente, para treinar, aconselhar  e assistir as forças de segurança afegãs", declararam. 

"Essa não será uma missão de combate. Encarregamos o Conselho (do Atlântico  Norte) de começar imediatamente a trabalhar no processo de planeamento militar  para a missão pós-ISAF", acrescentam. 

Na declaração, os líderes da Aliança Atlântica apelam por outro lado  ao Paquistão para que reabra as vias de abastecimento às colunas da coligação  internacional no Afeganistão "assim que possível". 

A reabertura das vias de abastecimento, estratégica para a saída gradual  da NATO do Afeganistão, está num impasse devido aos custos de passagem exigidos  pelo Paquistão, considerado inaceitável pelos Estados Unidos. 

No documento, a NATO manifesta o seu apreço à Rússia e aos países da  Ásia Central por autorizarem a passagem das colunas de abastecimento da  Aliança pelos seus territórios. 

Os 28 membros da Aliança Atlântica discutiram a missão no Afeganistão  no jantar de domingo. Para hoje está prevista uma reunião dos aliados com  os outros 22 países que participam na ISAF. 

Com Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17