Mundo

Mário Soares sente um "vento de mudança" e vê "novo impulso" na Europa

O ex-presidente Mário Soares considerou  hoje que "corre um vento de mudança na União Europeia", depois das decisões  adotadas pelos líderes europeus, e confia que "pode conduzir a um novo impulso  do euro e da União".  

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

PAULO CUNHA

O fundador do PS era orador convidado para um encontro sobre os desafios  da Europa, em Salamanca, mas uma "gripe estival" reteve-o em Lisboa, pelo  que o texto escrito por Soares foi lido por Alfonso Guerra, ex-ministro  do PSOE e da Fundacion Sistema, refere a agência EFE.  

Mário Soares expressou a sua confiança no "vento de mudança" na Europa,  numa alusão às alterações políticas em alguns países, como a França, e que  as decisões do Conselho Europeu "possam conduzir a um novo impulso do Euro  e da União". 

Do ponto de vista do antigo presidente, é "preciso criar um novo paradigma  de desenvolvimento e uma maior solidariedade nos Estados", um "caminho de  políticas mais progressistas e humanas".  

E recordou que desde 2007 tinha vindo a alertar sobre a "possível decadência  da UE e da incapacidade dos seus dirigentes para salvar o euro e vencer  a crise". 

A chanceler alemã Angela Merkel começou agora a estar mais "isolada  no quadro europeu e vai notar que a terra vai fugir-lhe debaixo dos pés".

Lusa

  • Ministério Público anulou interrogatório a Manuel Pinho
    3:13

    País

    O antigo ministro Manuel Pinho esteve esta manhã no DCIAP para ser interrogado a propósito das relações que manteve com o Grupo Espírito Santo e a EDP nos anos em que esteve no governo. No entanto a diligência ficou sem efeito a pedido do Ministério Público.

  • Crédito automóvel acelera
    1:05
  • Três feridos dos incêndios de outubro ainda continuam internados
    1:07

    País

    Continuam internadas três vítimas dos incêndios de outubro do ano passado, entre elas uma menor, de 12 anos, no Hospital Pediátrico de Coimbra. Os outros dois feridos estão no Centro de Reabilitação da Tocha. Nove meses depois, as vítimas dos fogos continuam a ser acompanhadas em consultas de cirurgia plástica, fisioterapia e reabilitação e a nível psicológico em centros de saúde e por equipas de saúde mental comunitária.

  • Marcelo confiante na "presidência inspiradora" de Cabo Verde na CPLP
    0:40

    País

    O Presidente da República português mostra-se muito confiante nesta nova fase que se abre à CPLP, com a nova presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) que passa do Brasil para Cabo Verde. À SIC, Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que, em Brasília, havia muitas questões pendentes mas agora há "um clima muito positivo entre os membros da CPLP, com maior peso na comunidade mundial".