Última Edição

0
0:08

Última Edição

1
2:15

Marcelo e Merkel prometem mais "colaboração e cumplicidade"

2
0:57

Movimento de cargas e descargas volta ao porto de Lisboa

3
1:33

Governo diz que contratos de associação são assunto encerrado

4
0:28

"Não vejo razão para estar pessimista em relação à recapitalização da CGD"

5
2:53

José Cid pede desculpa por chamar feios e desdentados aos transmontanos

6
1:38

Marcelo de cera em exposição a partir de setembro em Madrid

7
1:32

Donald Trump tenta cativar votos dos veteranos de guerra

8
1:21

Exército e milícas iraquianas iniciam assalto a Fallujah

9
1:19

Médicos Sem Fronteiras estimam a morte de 900 migrantes na passada semana

10
1:36

Raduan Nassar é o 12º brasileiro distinguido com o prémio Camões

11
1:45

Florence Welch surpreende menina com cancro que não pôde ir a concerto

12
1:19

Papa distingue atores pelo apoio a projeto que promove a arte e a paz nas escolas

13
1:27

Extrema-direita alemã diz que Boateng é bom jogador mas ninguém o quer para vizinho

14
2:11

Nuno Espírito Santo pode voltar ao FC Porto pela terceira vez

15
2:49

Puth e Sprinsgteen, os antigos vizinhos que atuaram no Rock in Rio

17:02 12.09.2012

Primeiro-ministro russo defende libertação de elementos do grupo punk "Pussy Riot" 

REUTERS (Reuters)

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev,  considerou hoje que as jovens do grupo punk "Pussy Riot" já foram suficientemente  castigadas e a continuação na prisão é contraproducente.

"Parece-me que, neste caso, é contraproducente continuar a mantê-las  na prisão. Seria suficiente uma pena suspensa tendo em conta o tempo que  elas já passaram na prisão", declarou num encontro com militantes do Partido  Rússia Unida. 

Nos finais de fevereiro, cinco jovens mascaradas entraram no Templo  de Cristo Redentor, o principal templo cristão ortodoxo de Moscovo, e realizaram  uma oração a Nossa Senhora para "livrar a Rússia de Putin". Três delas foram  detidas e condenadas a dois anos de prisão. 

"Do ponto de vista emocional, eu ainda não falei disso. Sinceramente  falando, e peço-vos desculpa pela expressão pouco parlamentar, provoca-me  vómitos o que elas fizeram, o seu aspeto externo, a histeria que acompanhou  tudo o que aconteceu", acrescentou o primeiro-ministro russo. 

"A pena que já cumpriram, a longa passagem pela prisão são bem suficientes  para que elas tenham repensado no que aconteceu na sua vida devido à sua  tontice ou a outras razões", concluiu. 

Contactado pela Lusa, Nikolai Polozov, um dos advogados de defesa das  jovens, saudou as declarações de Medvedev, mas receia que tenham um efeito  contrário ao desejado. 

"As palavras de Medvedev sobre a libertação das jovens são positivas,  pois permitiriam cumprir o nosso programa mínimo. Nós sempre dissemos que  a permanência das jovens na prisão é ilegal e prejudicial para a imagem  da Rússia", declarou por telefone. 

 "Mas receamos que elas tenham um efeito contrário. O primeiro-ministro  declarou que a pena de prisão de dez anos para a ativista da oposição Taísa  Ossipova foi demasiada. A acusação pediu a redução para quatro anos, mas  o tribunal decidiu condená-la a oito anos", acrescentou. 

Taísa Ossipova, ativista da oposição ao Kremlin, foi acusada de tráfico  de droga e, inicialmente, condenada a dez anos de prisão. Durante uma onda  de protestos contra essa sentença, que a oposição considerou tratar se de  uma "condenação política", Medvedev defendeu que a pena era demasiada e  pediu a revisão do caso. 

A acusação pública pediu quatro anos de prisão para a jovem que disse  ter sido condenada por motivos políticos, mas o tribunal decidiu condená-la  a oito anos, não obstante algumas das testemunhas terem declarado que foram  obrigadas a difamar pela polícia. 

"Estou muito cético quanto às consequências das declarações do primeiro-ministro",  concluiu o advogado. 

 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Comentários

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

Mundo

Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
00:50
6 dos suspeitos de violarem jovem no Brasil estão desaparecidos
00:49
Ministro brasileiro da Transparência demite-se após divulgação de escutas
00:41
Mau tempo causa estragos na Europa
00:31
António Costa defende que o país está em plena recuperação económica
00:31
Forças do regime sírio bombardeiam cidades de Allepo e Idlib
00:06
PS apresenta nova versão do projeto-lei das 35 horas
23:42
Ministro da Fazenda brasileiro não descarta aumento de impostos
23:29
MP quer que Macário Correia seja condenado por 5 crimes de prevaricação
23:13
França vence os Camarões em jogo de preparação para o Euro2016
23:13
Novo aeroporto de Moscovo tem a maior pista de aterragem da Europa
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .