sicnot

Perfil

Mundo

Vaticano "toma nota" das observações da ONU sobre abusos sexuais de menores

A Santa Sé afirmou hoje que "tomou  nota" das observações contidas num relatório do Comité das Nações Unidas  para os Direitos das Crianças, que analisou os abusos sexuais contra menores  cometidos por membros da Igreja Católica.  

A general view of St. Peter's square as Pope Benedict XVI conducts a special mass in Vatican City in this October 21, 2012 file photograph. A Vatican court on November 5, 2012, heard how Pope Benedict's former butler, who has been jailed for stealing papal documents, refused to allow technicians to check his computer for six years before his arrest.The detail emerged at the first hearing of the trial of Claudio Sciarpelletti, a computer expert who is charged with aiding and abetting former butler Paolo Gabriele. REUTERS/Stefano Rellandini /Files (VATICAN - Tags: RELIGION CRIME LAW)

A general view of St. Peter's square as Pope Benedict XVI conducts a special mass in Vatican City in this October 21, 2012 file photograph. A Vatican court on November 5, 2012, heard how Pope Benedict's former butler, who has been jailed for stealing papal documents, refused to allow technicians to check his computer for six years before his arrest.The detail emerged at the first hearing of the trial of Claudio Sciarpelletti, a computer expert who is charged with aiding and abetting former butler Paolo Gabriele. REUTERS/Stefano Rellandini /Files (VATICAN - Tags: RELIGION CRIME LAW)

© Stefano Rellandini / Reuters

"A Santa Sé tomou nota das observações finais" do relatório, considerações  que irá analisar "com atenção", garantiu o Vaticano, num comunicado.  

Na mesma nota informativa, o Vaticano lamentou "uma tentativa de ingerência  no ensinamento da Igreja sobre a dignidade da pessoa e no exercício da liberdade  religiosa", numa alusão às críticas do comité sobre as posições da Santa  Sé contra o aborto e a contraceção.  

O Comité das Nações Unidas para os Direitos das Crianças exigiu num relatório hoje apresentado em Genebra  (Suíça), que o Vaticano entregue à Justiça todos os padres que tenham abusado  sexualmente de menores ou que sejam suspeitos disso, criticando ainda a  atitude de passividade da Santa Sé. 

No documento, o comité sublinhou uma "profunda preocupação quanto aos  abusos sexuais de crianças por membros da Igreja Católica sob a autoridade  da Santa Sé, com religiosos implicados em abusos de dezenas de milhares  de crianças no mundo". 

"O comité está profundamente preocupado pelo Vaticano não reconhecer  a extensão dos crimes cometidos e não tomar as medidas necessárias para  tratar de casos de abusos sexuais de crianças e proteger estas crianças,  não aplicando políticas e práticas que levam ao julgamento e punição destes  abusos", frisou o texto. 

Em declarações à comunicação social em Genebra, a presidente do Comité  das Nações Unidas para os Direitos das Crianças, Kristen Sandberg, afirmou  que o Vaticano violou até à data a Convenção sobre os Direitos da Criança  em matéria de abusos sexuais. 

Quando questionada se as considerações do relatório do comité poderiam  significar que o Vaticano viola a Convenção em matéria de abusos sexuais,  Kristen Sandberg disse: "a minha resposta simples é que sim, existe uma  violação da Convenção até à data porque eles não fizeram tudo aquilo que  poderiam ter feito". 

O relatório hoje apresentado é resultado de uma avaliação realizada  em janeiro passado pelo comité da ONU, que envolveu 18 especialistas independentes  dos direitos humanos de diversos países. 

 

Lusa

  • A história do português que escapou ao sismo em Itália

    Sismo em Itália

    A SIC entrevistou um português que estava numa das aldeias afetadas pelo sismo, a menos de um quilómetro de Amatrice. Bruno Correia foi projetado da cama onde dormia e ficou preso na casa. Só conseguiu escapar algum tempo depois. Não ficou ferido e ainda esteve a ajudar as pessoas que perderam as casas.

  • "Todos os dias me dizia a mim própria que ia conseguir"
    Primeiro Jornal

    Primeiro Jornal

    TODOS OS DIAS 13:00

    Telma Monteiro conquistou a única medalha de Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro ao bater a romena Corina Caprioriu por yuko. A judoca portuguesa esteve no Primeiro Jornal e disse que desta vez acreditou mais que era possível trazer uma medalha para Portugal e que todos os dias dizia para ela própria "que ia conseguir". Telma lembra que "quando os atletas se referem aos apoios muitas vezes não se estão a referir a dinheiro".

    Entrevista SIC

  • Ronaldo melhor jogador da Europa

    Cristiano Ronaldo

    ​Cristiano Ronaldo venceu o prémio de Melhor Jogador da Europa com 40 dos 55 votos (72,7%) e igualou Lionel Messi com dois triunfos na eleição da UEFA. O jogador francês do Atlético de Madrid, Antoine Griezmann ficou no segundo lugar, com oito votos, mais um do que o colega galês de Ronaldo no Real Madrid, Gareth Bale.

  • Bombeiro com transplante de face é considerado um "milagre da medicina"

    Mundo

    Os médicos consideraram que foi um sucesso o maior transplante de rosto realizado em todo o mundo. A intervenção foi feita há um ano nos Estados Unidos e esta quinta-feira o paciente veio, pela primeira vez, a público dizer que nunca imaginou ser possível ter uma vida normal. O bombeiro de Missisípi é considerado "um milagre da medicina".

  • Trump autoproclama-se "Mister Brexit"

    Brexit

    O candidato republicano à Casa Branca Donald Trump autoproclamou-se esta quinta-feira de "Mister Brexit", depois de aparecer num comício nos Estados Unidos com o eurodeputado Nigel Farage, que liderou a campanha do Reino Unido para abandonar a União Europeia.

  • Morreu estilista francesa Sonia Rykiel

    Mundo

    A estilista de moda francesa Sonia Rykiel, conhecida como "a rainha da malha", morreu hoje em Paris aos 86 anos, após uma longa batalha contra a doença de Parkinson, anunciou a filha Nathalie.