sicnot

Perfil

Mundo

Portugal contribui com 25 mil euros para reconstrução da faixa de Gaza

O Governo português vai contribuir com 25 mil euros para o apoio à reconstrução da faixa de Gaza, anunciou hoje o secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Bruno Maçães, na conferência dos doadores, a decorrer no Cairo.  

© Mohamed Abd El Ghany / Reuter

Fonte oficial do ministério dos Negócios Estrangeiros adiantou à Lusa que o governante transmitiu hoje aos conferencistas o "inequívoco apoio de Portugal" e ofereceu uma "contribuição simbólica, no valor de 25 mil euros, para o apoio à reconstrução" da faixa de Gaza, devastada pelo conflito com Israel em julho e agosto deste ano.

A conferência, que hoje decorre no Cairo, é co-organizada pelo Egito e pela Noruega, e tem como finalidade contribuir para uma solução política e duradoura do conflito entre Israel e a Palestina, além de apoiar a reconstrução da região.

O encontro é copresidido pelo secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon; pela Alta Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Catherine Ashton; pelo secretário-geral da Liga Árabe, Nabil Elaraby: pela ministra dos Negócios Estrangeiros de Itália, Federica Mogherini; pelo ministro dos Negócios Estrangeiros de França, Laurent Fabius, e pelo Representante do Quarteto, Tony Blair.

Bruno Maçães participa em representação do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

Os confrontos na faixa de Gaza, em julho e agosto, fizeram mais de 2.100 mortos no lado palestiniano, em larga maioria civis, e mais de 70 entre os israelitas, dos quais 66 soldados.

Especialistas palestinianos estimaram em seis mil milhões de euros os custos de reconstrução de Gaza e afirmaram que tal deverá demorar cinco anos, na hipótese de um levantamento total do bloqueio imposto por Israel sobre o enclave palestiniano.

 Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.