sicnot

Perfil

Mundo

Deputado ucraniano detido na marcha de homenagem a Boris Nemtsov

Um deputado ucraniano foi detido este domingo, na Rússia, na marcha que trouxe às ruas de Moscovo mais de 50 mil pessoas. Uma manifestação para homenagear o líder da oposição, assassinado esta sexta-feira em pleno centro da capital russa.

Uma marcha autorizada pelas autoridades russas mas que varia nos números: a oposição fala em mais de 10 mil pessoas mas a polícia não vai além do milhar.

Uma marcha autorizada pelas autoridades russas mas que varia nos números: a oposição fala em mais de 10 mil pessoas mas a polícia não vai além do milhar.

© Sergei Karpukhin / Reuters

Nemtsov era o mais importante opositor do Presidente Vladimir Putin e foi morto com quatro tiros, a poucos metros do Kremlin.

A zona onde ocorreu o crime está repleta de gente: velhos, novos, famílias inteiras com cartazes a pedir a demissão do Presidente e a dizer que o povo não tem medo do regime.

Uma marcha autorizada pelas autoridades russas mas que varia nos números: a oposição fala em mais de 10 mil pessoas mas a polícia não vai além do milhar.

Em São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia, pelo menos 2500 pessoas concentraram-se também para homenagear Boris Nemtsov, cuja morte está a dividir a Rússia.
  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.