sicnot

Perfil

Mundo

População de pandas gigantes está a aumentar na China

A população de pandas gigantes que vivem em estado selvagem na China aumentou em quase 17% em dez anos graças às medidas de conservação ambientais, informou a imprensa chinesa, ao citar um estudo oficial.

© China Stringer Network / Reut

De acordo com o estudo realizado pela Administração Estatal das Florestas, 1.864 pandas gigantes viviam na China em estado selvagem em 2013, mais 268, o que equivale a um crescimento de 16,9%, explicou a agência Xinhua. 


Paralelamente, o seu habitat cresceu 11,8% para 2,58 milhões de hectares.


A China contava no fim de 2013 com 375 pandas gigantes em cativeiro: 166 machos e 209 fêmeas. 


Pequim leva a cabo o que a AFP descreve como "uma diplomacia do panda" que tem conhecido algum sucesso, com os animais a tornarem-se centro de atenções nos zoológicos dos países de acolhimento. Em junho de 2014, um total de 42 animais vivam em 12 países, segundo o estudo. 


Os pandas selvagens vivem sobretudo nas montanhas do sudoeste da China. 


Mamíferos com um código genético parecido com o dos ursos, os pandas alimentam-se exclusivamente de bambu. Pesam centenas de quilos em média e chegam a medir 1,80 metros. A sua particularidade é possuírem seis dedos.


O Fundo Mundial para a Natureza (WWF na sigla em inglês), que tem no seu logotipo um destes animais, saudou o aumento da população dos pandas gigantes. 

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.