sicnot

Perfil

Mundo

Estado Islâmico ameaça de morte funcionários do Twitter

Apoiantes do Estado Islâmico ameaçaram de morte funcionários do Twitter, devido à política de bloqueio das contas associadas ao grupo terrorista.

O grupo colocou um posto no site  JustPaste.it, em árabe, com o aviso ao Twitter:

"A vossa guerra virtual contra nós causará uma guerra real sobre vós".

O EI avisa ainda Jack Dorsey, co-fundador do Twitter, que tanto ele como os funcionários se tornaram "num alvo dos soldados do Califado".

"Vocês começaram esta guerra falhada...nós dissemo-vos desde o início que não é a vossa guerra, mas vocês não perceberam e continuaram a fechar as nossas contas. Mas nós regressamos sempre. Mas quando os nossos leões vierem e vos tirarem o fôlego, vocês nunca mais voltarão à vida", escreveu o grupo.

O Twitter proíbe explicitamente "ameaças diretas e específicas contra outrém" e seguiu os passos do YouTube ao fechar contas ligadas ao Estado Islâmico, com o apoio da unidade britânica de contra-terrorismo na Internet.

Um porta-voz do Twitter disse, entretanto, à Buzzfeed que a equipa de segurança da empresa "está a investigar a autenticidade das ameaças junto das entidades judiciais".
  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.