sicnot

Perfil

Mundo

Estado Islâmico ameaça de morte funcionários do Twitter

Apoiantes do Estado Islâmico ameaçaram de morte funcionários do Twitter, devido à política de bloqueio das contas associadas ao grupo terrorista.

O grupo colocou um posto no site  JustPaste.it, em árabe, com o aviso ao Twitter:

"A vossa guerra virtual contra nós causará uma guerra real sobre vós".

O EI avisa ainda Jack Dorsey, co-fundador do Twitter, que tanto ele como os funcionários se tornaram "num alvo dos soldados do Califado".

"Vocês começaram esta guerra falhada...nós dissemo-vos desde o início que não é a vossa guerra, mas vocês não perceberam e continuaram a fechar as nossas contas. Mas nós regressamos sempre. Mas quando os nossos leões vierem e vos tirarem o fôlego, vocês nunca mais voltarão à vida", escreveu o grupo.

O Twitter proíbe explicitamente "ameaças diretas e específicas contra outrém" e seguiu os passos do YouTube ao fechar contas ligadas ao Estado Islâmico, com o apoio da unidade britânica de contra-terrorismo na Internet.

Um porta-voz do Twitter disse, entretanto, à Buzzfeed que a equipa de segurança da empresa "está a investigar a autenticidade das ameaças junto das entidades judiciais".
  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.