sicnot

Perfil

Mundo

Estado brasileiro decreta calamidade pública devido às inundações

A cidade brasileira de Rio Branco, capital do estado do Acre, decretou o estado de "calamidade pública" devido às inundações provocadas pelo aumento do caudal do rio Acre, atingindo inúmeras localidades, informaram hoje fontes oficiais.

© STRINGER Brazil / Reuters

O rio Acre chegou hoje a um nível de 17,8 metros e superou em dez centímetros a maior cheia que se havia registado até agora, ocorrida em 1997, segundo informações da Defesa Civil do estado, que se localiza na região norte do Brasil.

Devido ao aumento do nível do rio, pelo menos 5.836 pessoas foram retiradas de suas casas e alojadas em quatro centros instalados pela câmara municipal em pavilhões desportivos, centros educativos e no parque de exposições, segundo a edilidade.

O número de atingidos pelas enchentes em Rio Branco é de 50 mil pessoas e pelo menos 14 mil casas foram inundadas em 38 bairros e 21 comunidades rurais, dentro do limite municipal da capital.

A edilidade de Rio Branco, cidade com 308 mil habitantes, fechou as duas pontes que atravessam o centro da cidade e as vias próximas do rio por precaução.

As inundações também deixaram um grande número de afetados e outras localidades do Acre, estado que faz fronteira com o Peru e a Bolívia.

Uma das localidades mais afetadas foi Brasiléia, localizada na fronteira com a Bolívia e a 220 quilómetros de Rio Branco, que ficou praticamente debaixo das águas do rio Acre.

Em 2014, as inundações isolaram o estado do Acre durante vários dias do resto do Brasil, ao cortar várias estradas e as autoridades tiveram de servir-se de aviões para garantir o fornecimento de alimentos.


Lusa
  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.