sicnot

Perfil

Mundo

Fidel Castro recebeu espiões cubanos libertados pelos EUA

O ex-presidente cubano Fidel Castro recebeu no passado fim de semana os três agentes secretos cubanos libertados em dezembro pelos Estados Unidos, no âmbito da reaproximação histórica anunciada entre os dois países. Outros dois agentes secretos anteriormente libertados pela justiça norte-americano também estiveram presentes.

Fidel Castro, ao centro, com a mulher, Dalia Soto Del Valle, com os "Cinco de Cuba": Ramon Labanino (centro), Fernando Gonzalez (esq.), Gerardo Hernandez (segundo à esq.), Antonio Guerrero (segundo à direita)e Rene Gonzalez (primeiro à direita)

Fidel Castro, ao centro, com a mulher, Dalia Soto Del Valle, com os "Cinco de Cuba": Ramon Labanino (centro), Fernando Gonzalez (esq.), Gerardo Hernandez (segundo à esq.), Antonio Guerrero (segundo à direita)e Rene Gonzalez (primeiro à direita)

© Handout . / Reuters

© Handout . / Reuters

© Handout . / Reuters

© Handout . / Reuters

"Recebi-os no sábado, 28 de fevereiro, 73 dias depois de terem posto os pés em solo cubano, e ouvi os maravilhosos relatos heróicos do grupo", escreveu Fidel Castro numa carta publicada por vários jornais oficiais. 

O diário oficial  Granma divulgou no seu portal na Internet 13 fotografias do encontro, nas quais o ex-chefe de Estado cubano de 88 anos aparece sentado, muito agasalhado e visivelmente mais magro. 

Realizado no sábado em casa do pai da revolução cubana, no oeste de Havana, o encontro contou também com a presença de outros dois agentes secretos anteriormente libertados pela justiça norte-americano, noticiou a imprensa estatal cubana.

Antes de se afastar do poder, em 2006, o ex-presidente fez da libertação dos cinco agentes dos serviços secretos uma verdadeira causa nacional. E a sua ausência na altura em que os três últimos espiões libertados regressaram ao país alimentou novos rumores sobre o seu estado de saúde.

Tais especulações só desapareceram no início de fevereiro, com a publicação das primeiras fotos de Fidel em quase seis meses.

Nas imagens hoje publicadas pelo Granma, podem também ver-se, ao lado de Fidel Castro e dos "cinco heróis", a mulher do líder cubano, Dalia Soto del Valle, bem como o seu sobrinho, o coronel Alejandro Castro Espin, filho do Presidente, Raul Castro.

Gerardo Hernández, Ramón Labañino e Antonio Guerrero, condenados em 2001 a pesadas penas de prisão por espionagem, regressaram a Cuba a 17 de dezembro, dia do anúncio histórico da reaproximação entre Cuba e os Estados Unidos.

Fernando González e René González foram, por sua vez, libertados em 2013 e 2014, respetivamente, após reduções de pena.

As autoridades cubanas admitiram sempre que os cinco homens eram agentes dos serviços secretos, mas rejeitavam a acusação de espionagem.

"Eles nunca fizeram mal a ninguém nos Estados Unidos", apenas "tentavam prevenir e impedir os atos de terrorismo contra a ilha", repetiu Fidel Castro na sua carta.



Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.