sicnot

Perfil

Mundo

Noruega vai arrendar celas de prisão holandesas

A Holanda e a Noruega assinaram hoje um acordo no valor de 25 milhões de euros que prevê o arrendamento de celas prisionais holandesas por Oslo a partir de setembro, anunciou o Governo holandês. 

Ministro da Justiça norueguês, Anders Anundsen

Ministro da Justiça norueguês, Anders Anundsen

FrPMedia

O secretário de Estado da Justiça holandês, Fred Teeven, e o ministro da Justiça norueguês, Anders Anundsen, assinaram o acordo em Veenhuizen, no norte da Holanda, indicou o ministério da Justiça em comunicado. 

O acordo, condicionado à aprovação dos parlamentos dos dois países, prevê a chegada de 242 presos noruegueses à prisão de Norgerhaven a partir de 01 de setembro de 2015.

"A razão deste acordo internacional é o facto de a Holanda dispor de muitas celas prisionais enquanto a Noruega não tem espaço suficiente para a sua população prisional", afirmou o ministério da Justiça holandês no seu comunicado.

O acordo, que custará à Noruega 25 milhões de euros, será válido por um primeiro período de três anos, com a possibilidade de prolongamento por mais um ano.

O direito norueguês será aplicado aos prisioneiros, que serão vigiados por guardas prisionais holandeses e um diretor norueguês.



Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.

  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43