sicnot

Perfil

Mundo

Pai de homossexual chinês pede legalização de casamento entre pessoas do mesmo sexo

O pai de um homossexual na China enviou uma carta aos membros da Assembleia Popular Nacional (ANP),"parlamento", a pedir a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, nas vésperas do arranque do plenário anual, informou hoje a imprensa oficial.

Reuters

Lin Xianzhi, de 61 anos e natural da província meridional de Jiangxi, espera que o seu pedido contribua para a igualdade de direitos para os casais homossexuais, incluindo ao nível da assistência médica e da transferência de propriedades, publica hoje o Global Times, jornal do grupo Diário do Povo, o órgão central do Partido Comunista Chinês.

O filho de Lin -- Xiatao -- assegurou ao jornal que o seu pai aceitou a sua homossexualidade depois de uma fase de negação e que, agora, é voluntário na associação de pais, familiares e amigos de gays e lésbicas (PFLAG, na sigla em inglês).

"É injusto que não possam casar-se", disse Lin ao diário, acrescentando que mais de 50 milhões de famílias na China se deparam com este problema.

Apesar de alguns membros da Academia de Ciências Sociais da China citados pelo jornal se terem manifestado a favor do pedido de Lin, especialistas jurídicos consideram muito improvável que uma lei seja adotada num futuro próximo na China.

Espera-se que centenas de propostas sejam debatidas e aprovadas no plenário da ANP, uma das duas reuniões políticas anuais mais importantes do país asiático, a par do conclave do Partido Comunista, que se realiza no outono, a qual vai durar dez dias.

Constitucionalmente, a Assembleia Popular Nacional, com cerca de 3.000 delegados, é o "supremo órgão do poder de Estado".


  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.