sicnot

Perfil

Mundo

Cheia histórica em rio do norte do Brasil deixa Estado em situação de calamidade

A cheia histórica do rio Acre, no Estado de mesmo nome, no norte do Brasil, deixou cerca de sete mil pessoas desalojadas e levou o governo local a decretar situação de calamidade pública. 

© STRINGER Brazil / Reuters

O rio atingiu hoje os 18,09 metros de altura, a maior cheia já registada na cidade de Rio Branco, capital do Acre. Segundo o governo local, o número de pessoas afetadas direta ou indiretamente pela inundação chega a 50 mil. 

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, disse que vai visitar o Estado ainda hoje para reunir-se com o governador e discutir medidas de auxílio.  

O Ministério autorizou hoje a transferência de 2,5 milhões de reais (770 mil euros) para ações de socorro e assistência em Rio Branco.












Lusa
  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.