sicnot

Perfil

Mundo

Justiça brasileira determina deportação do ex-ativista italiano Cesare Battisti

A Justiça Federal brasileira no Distrito Federal (DF) determinou que o ex-ativista italiano Cesare Battisti seja deportado do Brasil, por estar irregular no país, atendendo a um pedido do Ministério Público. 

Cesare Battisti (Reuters)

Cesare Battisti (Reuters)

© STRINGER Brazil / Reuters

Battisti, ex-membro do grupo italiano Proletários Armados para o Comunismo, foi condenado no seu país a prisão perpétua por assassínio. 

Em 2004 fugiu para o Brasil, onde foi preso em 2007, e a Itália pediu então a sua extradição e o Supremo Tribunal Federal brasileiro deu parecer favorável, mas, em 2010, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou o pedido por considerar o acusado um perseguido político. 

Uma juíza federal do DF considerou, entretanto, que Battisti está em situação irregular no Brasil porque uma norma legal brasileira impede que sejam concedidos vistos a condenados estrangeiros ou processados em outro país por crimes dolosos. 

O visto de permanência definitiva concedido ao italiano foi dado após o Supremo Tribunal Federal brasileiro considerar que os crimes pelos quais foi condenado na Itália não foram ações políticas. A decisão da juíza federal foi tomada na última quinta-feira e divulgada hoje pela imprensa local. 

Os advogados de Battisti, mencionados pelo jornal O Estado de São Paulo e pela TV Globo, informaram ainda não terem sido informados sobre o pedido de deportação, sobre o qual asseguram que irão recorrer. 


Lusa
  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12
  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42

    Mundo

    Depois da crise dos telemóveis Samsung Note 7 com bateria defeituosa que podia explodir, a marca tinha que lançar um aparelho inovador. O S8 foi anunciado esta quarta-feira em Londres. O repórter da SIC, Lourenço Medeiros, foi ver como é.

    Enviado SIC