sicnot

Perfil

Mundo

Madonna convida líder da extrema-direita francesa para conversar, Le Pen diz que aceita

A líder da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, afirmou hoje que "aceita com prazer" o convite para conversar lançado na segunda-feira pela cantora pop norte-americana Madonna durante uma entrevista num canal de televisão francês.

© Mario Anzuoni / Reuters

"Aceito com prazer o convite de Madonna. Aprecio pessoas que fazem propostas de boa-fé", afirmou, em declarações à agência francesa AFP, a líder da Frente Nacional.

Na segunda-feira, durante um programa no canal de televisão privado francês Canal +, Madonna afirmou que gostaria de conversar com Marine Le Pen.

"Gostava de me sentar e beber uma bebida com ela. Quero saber de onde vem e ouvir da sua boca aquilo em que ela acredita", disse a cantora norte-americana.

"Talvez não tenha entendido Marine Le Pen. Não tenho a certeza. Não quero começar uma guerra. Quero paz no mundo", acrescentou.

Madonna, cujo novo álbum "Rebel Heart" é editado no próximo dia 10 de março, utilizou na sua última digressão, em 2012, um vídeo em que Marine Le Pen surgia com uma suástica na testa.

Nesse ano, durante um concerto na reconhecida sala parisiense Olympia, a cantora pop não mostrou a polémica montagem, mas prestou uma homenagem à tolerância em França.

Le Pen chegou ameaçar avançar com uma ação judicial contra a cantora norte-americana.

Mais recentemente, Madonna manifestou preocupação perante a progressão da Frente Nacional junto do eleitorado francês, depois da força política de extrema-direita ter vencido as eleições europeias em maio de 2014.

Na semana passada, a cantora chegou a qualificar a força partidária de Marine Le Pen como "fascista".

Durante o programa do Canal+, Madonna conheceu e abraçou um dos cartoonistas que sobreviveu ao ataque contra o jornal satírico francês Charlie Hebdo no passado dia 07 de janeiro.



Lusa
  • Kikas faz história
    1:22
  • Madonna está outra vez em Lisboa 😲
    0:59
  • Nove fatores que aumentam o risco de demência

    Mundo

    Um em cada três casos de demência podia ter sido evitado sem recorrer a medicamentos. Um estudo publicado na revista científica The Lancet explica como é possível evitar a demência e quais os fatores que contribuem para a doença.

  • Hindus pedem a troca de nome da cerveja brasileira Brahma

    Mundo

    Um grupo de hindus pediu a mudança da marca de cerveja Brahma, propriedade da multinacional cervejeira Anheuser-Busch InBev, com sede em Lovaina, na Bélgica, argumentando que é inapropriado uma bebida alcoólica ter o nome que um deus hindu.

  • Manuais oferecidos aos alunos do 1.º ano não podem ser reutilizados
    2:42

    País

    As escolas querem que sejam devolvidos aos alunos os manuais do 1.ºo ano que foram dados gratuitamente pelo Estado para serem reutilizados nos próximos anos. A Associação de Diretores de Agrupamentos diz que os livros estão praticamente todos em bom estado, mas da forma como são feitos pelas editoras é impossível voltar a usá-los. As escolas querem que o Executivo chegue a um entendimento com as editoras para conceber manuais reutilizáveis.

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.