sicnot

Perfil

Mundo

México deteve líder do cartel de droga Zetas

Forças federais mexicanas capturaram hoje o líder do cartel de droga Zetas, Omar Trevino, nos arredores da cidade industrial de Monterrey, no norte do México, desferindo um novo golpe ao temido bando.

O suspeito, conhecido como 'Z-42' foi detido pela polícia federal e por soldados, nesta residência, situada no subúrbio de San Pedro Garza García, no estado de Nuevo Leon.

O suspeito, conhecido como 'Z-42' foi detido pela polícia federal e por soldados, nesta residência, situada no subúrbio de San Pedro Garza García, no estado de Nuevo Leon.

© Daniel Becerril / Reuters

O suspeito, conhecido como 'Z-42' foi detido pela polícia federal e por soldados no subúrbio de San Pedro Garza García, no estado de Nuevo Leon, indicaram dois responsáveis federais.

Trevino, de 41 anos, tomou a liderança dos Zetas depois de o seu irmão, Miguel Angel Trevino ou 'Z-40', ter sido capturado por fuzileiros no estado de Tamaulipas, no nordeste do país, em julho de 2013.

O departamento de Estado norte-americano tinha oferecido uma recompensa de cinco milhões de dólares (4,5 milhões de euros) por informações que levassem à detenção de Omar Trevino, e as autoridades mexicanas ofereciam dois milhões (1,8 milhões de euros).

A sua detenção ocorre após outro grande feito para o Governo: a captura, na passada sexta-feira, do líder dos Cavaleiros Templários, Servando 'La Tuta' Gomez.

Estas capturas representam para o Presidente mexicano, Enrique Pena Nieto, grandes vitórias sobre os cartéis da droga, numa altura em que a opinião pública está descontente com a forma como o Governo tem gerido a segurança, em particular a investigação sobre o desaparecimento e alegado assassínio de 43 estudantes universitários.

Mas os analistas advertem que capturar líderes de cartéis não significa necessariamente o fim do tráfico de droga e da violência, e que isso pode dar origem a grupos dissidentes mais pequenos e perversos.

"Com Omar Trevino, desaparece o último dos grandes líderes dos Zetas", disse Mike Vigil, um antigo chefe das operações internacionais da Agência Norte-Americana de Controlo de Drogas, citado pela agência de notícias francesa, AFP.

"Com isto, penso que os Zetas vão ter um grande vazio em termos de liderança. O grande problema é que, se os Zetas se dividirem em outras organizações, isso poderá levar a mais violência em termos de competição interna", observou.

O estado de Tamaulipas tem enfrentado um pico de violência nas últimas semanas, parcialmente devido a lutas feudais dentro do cartel do Golfo, antigo aliado dos Zetas.

Os Zetas são considerados uma das mais violentas organizações criminosas do México, acusada de derreter inimigos numa barrica de "guisado" e, por exemplo, de massacrar 72 emigrantes em agosto de 2010.

O grupo, fundado por antigos soldados de elite, foi inicialmente o braço armado do cartel do Golfo, até que se dividiram, originando uma vaga de violência no norte do México.

Em 2010, Omar Trevino disse a um informador que tinha matado mais de 1.000 pessoas, ao passo que o irmão Miguel matara 2.000, de acordo com um depoimento apresentado num tribunal dos Estados Unidos no âmbito de um caso envolvendo outro irmão Trevino no Texas.

Omar Trevino "não é tão temido como o irmão, mas conseguiu manter o controlo porque o respeitavam e sabiam que Miguel Trevino ainda exercia alguma influência sobre os Zetas, apesar de estar na prisão", indicou Mike Vigil.



Lusa
  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.