sicnot

Perfil

Mundo

OMS quer combater consumo de alimentos ricos em açúcares camuflados

A Organização Mundial de Saúde recomendou hoje a redução do consumo de açúcares livres ou escondidos em produtos como o ketchup e bebidas gaseificadas, por adultos e crianças, para combater a obesidade e as cáries dentárias.

ANGELIKA WARMUTH

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), esses açúcares devem representar apenas 10 por cento da ração energética diária da população, em todas as fases da vida.

Tais 10% são equivalentes a 50 gramas de açúcar ou 12 colheres de café.

A OMS recorda que uma grande parte dos açúcares consumidos atualmente está "escondida" nos alimentos que não são considerados doces.

Uma colher de sopa de 'ketchup' representa quatro gramas de açúcar escondido e uma lata de gasosa doce pode conter até 40 gramas de açúcar escondido, ou seja, 10 colheres de café.

Se o consumo diário de açúcares escondidos ficar abaixo dos cinco por cento, será ainda melhor para a saúde dos consumidores, prosseguiu a OMS.

Em particular, uma melhor etiquetagem dos alimentos, informando sobre o teor de açúcares escondidos, pode permitir reduzir o seu consumo, de acordo com a OMS.

Além disso, serão necessárias menos "campanhas publicitárias com crianças como destinatários, para produtos alimentares ou bebidas não-alcoólicas com alto teor de açúcares camuflados.

A OMS recomenda igualmente aos seus países membros "que iniciem o diálogo com as indústrias agroalimentares para que estas reduzam os açúcares escondidos na composição dos seus produtos".


Lusa
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.