sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do Chade promete "erradicar o Boko Haram" e eliminar o seu chefe

O Presidente chadiano, Idriss Deby, prometeu hoje "erradicar" o grupo islamita armado nigeriano Boko Haram e eliminar o seu chefe, Abubakar Shekau, caso este não se renda, e cuja localização disse saber.  

© Thomas Mukoya / Reuters

Abubakar Shekau "tem todo o interesse em render-se, sabemos onde está. Se recusar render-se vai conhecer a mesma sorte que os seus camaradas conheceram", declarou o chefe de Estado chadiano durante uma conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo do Níger, Mahamadu Issufou, de visita a N'Djamena. 

O chefe do grupo islamita, prosseguiu, "fugiu de Dikwa [Nigéria] após os últimos combates" entre o exército chadiano e os insurgentes.  

Em 17 de fevereiro, os soldados chadianos expulsaram o Boko Haram de Dikwa, na estrada entre Gambru, perto da fronteira com os Camarões, e a cidade estratégica de Maiduguri, capital do estado de Borno, no nordeste da Nigéria, situada a 90 quilómetros. 

Segundo o estado-maior do exército chadiano, dois soldados e 117 islamitas foram mortos na ocasião durante violentos combates, com o exército de N'Djamena, até então estacionado nos Camarões, a penetrar pela primeira vez em profundidade em território nigeriano.  

"Ao contrário do que pensam alguns 'media' vamos vencer a guerra e vamos erradicar o Boko Haram. As forças chadianas e nigerianas vão continuar a sua missão para por termo em definitivo a esta nebulosa", acrescentou Idriss Deby. 

A insurreição islamita e a sua repressão pelas forças governamentais nigerianas já provocaram desde 2009 mais de 13.000 mortos no nordeste da Nigéria. 










Lusa
  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.