sicnot

Perfil

Mundo

Serviços secretos britânicos incentivados a recrutar mães de meia-idade

Um relatório de uma comissão do parlamento britânico recomendou às agências dos serviços de informações do Reino Unido que recrutem mães de família de meia-idade, foi hoje divulgado.

© Luke MacGregor / Reuters

"As mulheres e mães de meia-idade dispõem de uma valiosa experiência de vida e poderão oferecer uma fonte de recrutamento inexplorada até agora", segundo um relatório da comissão parlamentar responsável por questões de segurança. 

De acordo com a deputada trabalhista Hazel Blears, que coordenou o relatório, as mulheres com filhos, que criaram uma família, "têm uma experiência de vida diferente" que seria útil para esta área. 

"Muito do trabalho, em particular no MI5 [serviços secretos internos britânicos], consiste na construção de relações, de confiança" durante meses e anos, argumentou a deputada britânica, numa conferência de imprensa, destacando ainda que o trabalho dos elementos destas agências não é apenas "deslocar-se às cenas de crime". 

As mulheres representam atualmente 37% dos efetivos das agências de serviços de informações britânicos: MI5, MI6 (serviços secretos externos) e GCHQ (serviços de escutas). São apenas 19% em funções de responsabilidade contra 38% na administração pública.

O relatório da comissão parlamentar sublinhou que, apesar dos progressos em termos de diversidade, "existem problemas culturais e comportamentais" no seio dos serviços que dificultam a progressão profissional das mulheres. 

"Parece-nos claro que existe uma hierarquia intermédia (...) que tem uma mentalidade e uma visão muito masculina e tradicional", explicou Hazel Blears, citada no relatório.

A par das mulheres, e após os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, o foco de recrutamento têm sido sobre pessoas originárias de minorias étnicas. 

O relatório parece estar em sintonia com o realizador do próximo filme do agente 007 James Bond "Spectre", Sam Mendes, que escolheu a atriz italiana Monica Bellucci, de 50 anos, para interpretar uma das "Bond girls". 

"Pela primeira vez, James Bond vai ter uma história de amor com uma mulher madura", afirmou Sam Mendes, para explicar a escolha de Bellucci, citado pelo diário britânico Telegraph.



Lusa
  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.