sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 47 mortos em três explosões na Nigéria

A cidade nigeriana de Maiduguri, antigo feudo do grupo radical islâmico Boko Haram, foi hoje abalada por três explosões que fizeram pelo menos 47 mortos e 50 feridos, de acordo com o balanço divulgado. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Afolabi Sotunde / Reuters

"O balanço é de 47 mortos e pelo menos 50 feridos. Há mulheres e crianças entre os mortos", declarou Abubakar Gamandi, um responsável do sindicato dos pescadores que se encontrava no local da primeira explosão, um mercado de peixe. Este balanço foi confirmado por uma fonte médica e pelo chefe de uma milícia local de autodefesa, Danlami Ajaokuta.

 

A primeira explosão ocorreu a meio da manhã, quando uma bombista suicida se fez explodir no referido mercado matando pelo menos 18 pessoas, segundo Gamandi.

 

O grupo Boko Haram, responsável por ataques no norte da Nigéria desde 2009, tem recorrido nos últimos meses a bombistas suicidas para perpetrar atentados.

 

Uma hora mais tarde, registou-se uma explosão num outro mercado que deixou pelo menos 15 mortos e semeou o caos.

 

Cerca das 13:00 locais (12:00 em Lisboa), uma terceira explosão foi registada num estacionamento situado ao lado de uma estação de autocarros movimentada.

 

Algumas testemunhas das duas últimas explosões também falaram em bombistas suicidas, mas a informação não foi confirmada.

 

Segundo Danlami Ajaokuta, as autoridades ordenaram o encerramento das lojas da cidade, devido à aparente coordenação dos atentados e receando novos ataques.

 

O exército nigeriano anunciou que reconquistou, nas últimas semanas, várias localidades que estavam sob domínio do Boko Haram, com a ajuda de soldados de países vizinhos, em particular do Chade.

 

Os combates decorrem a três semanas das eleições presidenciais e legislativas de 28 de março, que já foram adiadas uma vez por motivos de segurança. O grupo radical islâmico ameaçou impedir a sua realização.

 

Desde 2009 já morreram mais de 13 mil pessoas na Nigéria devido à violência do Boko Haram e á sua repressão pelas forças da ordem nigerianas.


Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.