sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 47 mortos em três explosões na Nigéria

A cidade nigeriana de Maiduguri, antigo feudo do grupo radical islâmico Boko Haram, foi hoje abalada por três explosões que fizeram pelo menos 47 mortos e 50 feridos, de acordo com o balanço divulgado. 

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Afolabi Sotunde / Reuters

"O balanço é de 47 mortos e pelo menos 50 feridos. Há mulheres e crianças entre os mortos", declarou Abubakar Gamandi, um responsável do sindicato dos pescadores que se encontrava no local da primeira explosão, um mercado de peixe. Este balanço foi confirmado por uma fonte médica e pelo chefe de uma milícia local de autodefesa, Danlami Ajaokuta.

 

A primeira explosão ocorreu a meio da manhã, quando uma bombista suicida se fez explodir no referido mercado matando pelo menos 18 pessoas, segundo Gamandi.

 

O grupo Boko Haram, responsável por ataques no norte da Nigéria desde 2009, tem recorrido nos últimos meses a bombistas suicidas para perpetrar atentados.

 

Uma hora mais tarde, registou-se uma explosão num outro mercado que deixou pelo menos 15 mortos e semeou o caos.

 

Cerca das 13:00 locais (12:00 em Lisboa), uma terceira explosão foi registada num estacionamento situado ao lado de uma estação de autocarros movimentada.

 

Algumas testemunhas das duas últimas explosões também falaram em bombistas suicidas, mas a informação não foi confirmada.

 

Segundo Danlami Ajaokuta, as autoridades ordenaram o encerramento das lojas da cidade, devido à aparente coordenação dos atentados e receando novos ataques.

 

O exército nigeriano anunciou que reconquistou, nas últimas semanas, várias localidades que estavam sob domínio do Boko Haram, com a ajuda de soldados de países vizinhos, em particular do Chade.

 

Os combates decorrem a três semanas das eleições presidenciais e legislativas de 28 de março, que já foram adiadas uma vez por motivos de segurança. O grupo radical islâmico ameaçou impedir a sua realização.

 

Desde 2009 já morreram mais de 13 mil pessoas na Nigéria devido à violência do Boko Haram e á sua repressão pelas forças da ordem nigerianas.


Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.