sicnot

Perfil

Mundo

Ministro diz que protestos contra Dilma são um direito dos cidadãos

O ministro-chefe da Casa Civil da Presidência brasileira afirmou hoje que os protestos contra o governo são um "direito" dos cidadãos, mas criticou a polarização entre eleitores após a reeleição de Dilma Rousseff, que chamou de "terceira volta"

© Ueslei Marcelino / Reuters

"O Brasil tem dois turnos [duas voltas]. Não pode haver terceiro turno [terceira volta]. O que preocupa é que tivemos uma eleição bastante polarizada, que teve momentos de radicalização, e precisamos construir uma cultura de tolerância, de diálogo", disse hoje Aloízio Mercadante, citado pela Folha de São Paulo, em conferência de imprensa. 

A conferência realizou-se um dia depois de manifestações realizadas contra Rousseff em diversas cidades brasileiras, enquanto a Presidente fazia uma comunicado a propósito do Dia Internacional da Mulher, através da rádio e da televisão.

Em mais de dez capitais de Estados houve "panelaço" (protesto com utilização de panelas) e vaias durante e após o discurso. 

Mercadante realçou que as manifestações ocorreram em bairros e cidades em que Rousseff foi derrotada nas eleições de outubro do ano passado. A conferência foi realizada após uma reunião entre o ministro, a Presidente e o vice-Presidente, Michel Temer. 

Segundo Mercadante, a ideia do governo é reunir semanalmente com Temer e ministros, para auxiliar nas relações com o Poder Legislativo e com a coligação, cujos maiores partidos são o Partido do Movimento Democrático Nacional (PMDB), do vice-Presidente, que vive atualmente uma crise com o governo e quer mais protagonismo, e o Partido dos Trabalhadores, de Rousseff.

As opiniões de eleitores partidários da Presidente Dilma Rousseff e opositores do governo serão vistas em manifestações nos próximos dias. 

Na sexta-feira, a Central Única dos Trabalhadores, o sindicato dos trabalhadores da indústria petrolífera e outros movimentos sociais aliados do governo levarão a cabo ações em diferentes cidades em defesa da Petrobras, empresa no centro de um caso de corrupção que envolve partidos e políticos da coligação governamental.

Pelo contrário, críticos de Rousseff convocaram para domingo, dia 15, manifestações em diversos municípios contra o governo. Entre os grupos envolvidos, há inclusive os que defendem o 'impeachment' (impugnação do mandato presidencial) da Presidente. 


Lusa
  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.