sicnot

Perfil

Mundo

Anel de piloto desaparecido em combate devolvido à família

Um anel que pertencia a um piloto inglês que desapareceu em combate durante a 2ª Guerra Mundial foi entregue à irmã de 92 anos. O anel estava "desaparecido" há 70 anos. 

O anel com a inscrição "Joyce & John" foi agora entregue à família do piloto britânico. Foi descoberto numa montanha a 40 quilómetros a norte da capital albanesa, Tirana.

O anel com a inscrição "Joyce & John" foi agora entregue à família do piloto britânico. Foi descoberto numa montanha a 40 quilómetros a norte da capital albanesa, Tirana.

© Arben Celi / Reuters

Xhemil Cala, filho do homem que descobriu o anel em 1960 beija a mão de Dorothy Webster, irmã de John Thompson, na cerimónia realizada no ministério de Defesa albanês.

Xhemil Cala, filho do homem que descobriu o anel em 1960 beija a mão de Dorothy Webster, irmã de John Thompson, na cerimónia realizada no ministério de Defesa albanês.

© Arben Celi / Reuters

Além do anel, a irmã do sargento, desaparecido em combate, recebeu uma caixa com destroços do avião Halifax que foi abatido.

Além do anel, a irmã do sargento, desaparecido em combate, recebeu uma caixa com destroços do avião Halifax que foi abatido.

© Arben Celi / Reuters

Dorothy Webster, agora com 92 anos, irmã mais nova do piloto britânico, mostra o anel desaparecido há 701 anos e entregue agora à família.

Dorothy Webster, agora com 92 anos, irmã mais nova do piloto britânico, mostra o anel desaparecido há 701 anos e entregue agora à família.

© Arben Celi / Reuters

John Thompson tinha 23 anos. Era piloto de operações especiais da II Guerra Mundial.  


No dia 29 de outubro de 1944 partiu para a sua última missão: transportar materiais de assistência para os militantes que combatiam os nazis. O avião que o sargento britânico pilotava despenhou-se contra uma montanha na Albânia. 


Em 1960, dezasseis anos mais tarde, Jaho Cala, fez uma descoberta macabra enquanto se passeava pela montanha Sonoi, a 40 quilómetros da capital Tirana: encontrou um dedo com um anel onde se lia "Joyce & John". 


Com medo que as autoridades o encontrassem, Cala escondeu o anel em casa. Anos mais tarde, pediu ao filho Xhemil que procurasse a família do piloto. Queria devolver o anel. Jaho Cala não viveu tempo suficiente para ver o seu desejo cumprido.


O filho Xhemil contactou, entretanto, as embaixadas norte-americana e britânica. Três meses depois chegou a confirmação: o anel pertencia ao sargento britânico John Thompson, desaparecido em combate, em 1944. A família do sargento foi, entretanto, contactada. 


Esta segunda-feira, Dorothy Webster, a irmã mais nova de John, agora com 92 anos, recebeu das mãos de Xhemil o anel, bem como uma caixa com restos do avião Halifax.


A cerimónia realizou-se no Ministério da Defesa albanês e contou com a presença da irmã, de quatro sobrinhos e outros membros da família Thompson. 


Um dos sobrinhos, Philip Thompson, explicou aos jornalistas que as autoridades britânicas nunca falaram do  sargento, desaparecido em combate, "porque fazia parte de uma operação secreta na Albânia."



  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59