sicnot

Perfil

Mundo

Duas explosões atingiram um mercado e uma rua comercial no nordeste da Nigéria

Duas explosões atingiram hoje um mercado e uma rua comercial em Maiduguri, no nordeste da Nigéria, disseram testemunhas, depois de ataques atribuídos ao movimento extremista Boko Haram terem morto 58 pessoas na cidade no fim de semana. 

"Houve duas explosões esta tarde, uma tendo como alvo a secção do peixe do Mercado de Segunda-feira e a outra na (rua) Gida Madara", disse Abubakar Gamandi, dirigente da união de pescadores no estado de Borno, do qual Maiduguri é a capital, num relato apoiado por outras testemunhas. 

O Mercado de Segunda-feira foi um dos três locais atingidos no sábado pelos atentados atribuídos aos radicais islamistas, que causaram pelo menos 58 mortos e 139 feridos.

Maiduguri é o berço histórico do Boko Haram, que pretende instaurar um estado islâmico no norte da Nigéria, maioritariamente muçulmana, ao contrário do sul, de maioria cristã.

O grupo radical é considerado responsável por 13.000 mortos e 1,5 milhões de deslocados na Nigéria desde 2009.

A atuação do Boko Haram levou ao adiamento das eleições gerais nigerianas por seis semanas para 28 de março e o grupo está a ser alvo de uma operação militar regional, que inclui tropas dos Camarões, Chade e Níger, além das da Nigéria.






Lusa
  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.