sicnot

Perfil

Mundo

Ex-gerente da Petrobras acusado de corrupção diz que vai devolver mais de 90 milhões de euros

O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, acusado de corrupção, afirmou hoje que devolverá ao Brasil 97 milhões de dólares (90,66 milhões de euros), que possui em contas bancárias no exterior, durante um depoimento na Câmara dos Deputados do país.  

© Ueslei Marcelino / Reuters

Barusco foi a primeira testemunha a ser ouvida pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, que investiga no Legislativo suspeitas de corrupção, suborno e branqueamento de capitais na petrolífera brasileira, além do envolvimento de políticos.

 O próximo a depor, segundo a Câmara, será o presidente da Casa Parlamentar, Eduardo Cunha, um dos 34 políticos investigados pela Polícia Federal, com a Operação Lava Jato, sobre os alegados desvios na Petrobras.

 O ex-gerente Pedro Barusco reafirmou hoje informações que havia prestado à Justiça como parte de um acordo pela tentativa de redução na sua pena. O executivo disse que recebia subornos sobre contratos da Petrobras desde 1997, mas que a prática se tornou regular e institucionalizada a partir de 2004.

 A informação gerou polémica entre deputados do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB, oposição), do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que governou entre 1994 e 2002, e do Partido dos Trabalhadores, o PT, que está na Presidência do país desde 2003, com Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

 Barusco afirmou ainda que o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, recebia parte da propina, inclusive em 2010, durante a campanha de Dilma Rousseff ao governo.

 Segundo o acusado, o partido pode ter recebido até 200 milhões de dólares (187 milhões de euros) em subornos de empresas, designadamente de empresas ligadas à construção civil, entre 2003 e 2013.

 

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.