sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 37 países são dependentes do exterior para a sua alimentação

Pelo menos 37 países, incluindo 29 Estados africanos, necessitam de ajuda externa para a alimentação dos seus cidadãos, e em particular pela persistente instabilidade que continua a afetar a produção agrícola, refere um estudo hoje divulgado pela FAO. 

Reuters

Apesar da insegurança alimentar que afeta a maioria da África subsaariana, considera-se que a produção de alimentos no continente aumentou 6% em 2014 relativamente ao ano anterior, devido aos progressos registados nas zonas oeste e sul. 

As colheitas mais pobres em África situam-se nos países do Sahel, excluindo o Mali, devido às más condições climáticas, enquanto a produção cresceu em países costeiros como a Nigéria, indica o último relatório trimestral da Organização para a alimentação e a agricultura (FAO) das Nações Unidas, intitulado "Perspetivas de cultivos e situação da alimentação". 

No centro do continente africano, as chuvas irregulares afetaram as colheitas em diversos países, incluindo a República Centro Africana, onde a instabilidade política e o aumento da insegurança também tiveram uma influência negativa nos cultivos, à exceção da iúca, cuja produção aumentou. 

No caso dos países mais afetados pelo vírus do Ébola (Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa), existem 1,5 milhões de pessoas em situação de crise humanitária e o setor agrícola ressentiu-se devido ao encerramento de mercados, bloqueio de estradas e paralisia do comércio transfronteiriço. 

Para 2015 a FAO considera que a produção no sul de África permanecerá "incerta", quando se aguardam chuvas irregulares e as inundações vão continuar a afetar países como Madagáscar, Malaui e Moçambique, que associadas aos períodos de seca deverão dificultar as colheitas. 

O Iraque e a Síria, devido aos conflitos armados que atravessam, também são países que enfrentam uma crise alimentar devido à escassez de víveres e da produção agrícola, à semelhança do que sucede com a Coreia do Norte, Iémen e Afeganistão. 

Os outros países que enfrentam uma situação idêntica, concentrados na região do Caribe, são El Salvador, Haiti e Honduras, onde as secas comprometeram a produção de milho e cereais, adianta o estudo.

 
Lusa
  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.