sicnot

Perfil

Mundo

Resgatadas quase 400 famílias cercadas por cheias em Moçambique

Trezentas e noventa famílias sitiadas há duas semanas por inundações em Marromeu, nordeste de Sofala, centro de Moçambique, foram "resgatadas com sucesso" e realojadas em três centros de acomodação, disse hoje à Lusa o administrador local.

(arquivo)

(arquivo)

ASSOCIATED PRESS

Simões Zalembessa disse que 1.670 pessoas foram abaladas por chuvas fortes em meados de fevereiro na zona de Malingapansi, a 70 quilómetros da sede distrital de Marromeu, tendo recorrido a pequenas colinas que ficaram isoladas pelas águas, mas só na semana passada foi iniciado o resgate devido à chegada tardia da informação.

"Ao contrário do que acontece, desta vez não foi o transbordo do rio Zambeze que assolou Malingapansi, mas sim o excesso de chuvas que desceram da Reserva Especial de Búfalo, tendo provocado o isolamento total da zona", explicou à Lusa Simões o administrador de Marromeu, esclarecendo que o acesso à zona é assegurado apenas via fluvial.

Uma equipa multissetorial, que inclui o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) de Sofala e o Governo local, envolvendo quatro embarcações, liderou a operação de resgate, estando a proporcionar assistência às vitimas.

"Agora, as pessoas estão nas zonas razoavelmente seguras e a maior preocupação é o saneamento do meio, para evitar a eclosão de doença nos três centros", precisou Simões Zalembessa, adiantando que foi iniciada a abertura de latrinas e a distribuição de purificadores de águas e material de higiene.

Malingapansi é uma região situada na foz do rio Zambeze, sofrendo muitas vezes as consequências do aumento do caudal daquele curso de água por ser um pântano.


Lusa
  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.