sicnot

Perfil

Mundo

Três adolescentes que partiram para a Síria financiaram viagem com joias da família

As três estudantes liceais britânicas que partiram de Londres em direção à Síria, em meados de fevereiro, financiaram a viagem com a venda de joias da família, indicou hoje a polícia.  

Ao prestar declarações numa comissão parlamentar, o chefe da luta antiterrorista da Scotland Yard, Mark Rowley, explicou que as três adolescentes despenderam mais de 1.000 libras (1.400 euros) em dinheiro nos seus bilhetes de avião para a Turquia.  

"Pensamos que conseguiram este dinheiro devido ao roubo de joias de um dos membros da família", disse. 

Shamima Begum, 15 anos, Kadiza Sultana, 16 anos, e Amira Abase, 15 anos, estudantes na "Bethnal Green Academy", leste de Londres, deixaram a capital britânica em 17 de fevereiro em direção a Istambul. 

São suspeitas de se terem juntado aos 'jihadistas' do grupo Estado Islâmico (EI). 

Mark Rowley estimou que um total de 26 jovens mulheres britânicas já partiram para este país do Médio Oriente, após os apelos do grupo extremista. 

As três adolescentes integravam um grupo de sete adolescentes que foram interrogadas duas vezes pela polícia após o desaparecimento de uma outra aluna da mesma escola, que partiu para a Síria em dezembro.

 
Lusa
  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.