sicnot

Perfil

Mundo

Três adolescentes que partiram para a Síria financiaram viagem com joias da família

As três estudantes liceais britânicas que partiram de Londres em direção à Síria, em meados de fevereiro, financiaram a viagem com a venda de joias da família, indicou hoje a polícia.  

Ao prestar declarações numa comissão parlamentar, o chefe da luta antiterrorista da Scotland Yard, Mark Rowley, explicou que as três adolescentes despenderam mais de 1.000 libras (1.400 euros) em dinheiro nos seus bilhetes de avião para a Turquia.  

"Pensamos que conseguiram este dinheiro devido ao roubo de joias de um dos membros da família", disse. 

Shamima Begum, 15 anos, Kadiza Sultana, 16 anos, e Amira Abase, 15 anos, estudantes na "Bethnal Green Academy", leste de Londres, deixaram a capital britânica em 17 de fevereiro em direção a Istambul. 

São suspeitas de se terem juntado aos 'jihadistas' do grupo Estado Islâmico (EI). 

Mark Rowley estimou que um total de 26 jovens mulheres britânicas já partiram para este país do Médio Oriente, após os apelos do grupo extremista. 

As três adolescentes integravam um grupo de sete adolescentes que foram interrogadas duas vezes pela polícia após o desaparecimento de uma outra aluna da mesma escola, que partiu para a Síria em dezembro.

 
Lusa
  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.