sicnot

Perfil

Mundo

Três adolescentes que partiram para a Síria financiaram viagem com joias da família

As três estudantes liceais britânicas que partiram de Londres em direção à Síria, em meados de fevereiro, financiaram a viagem com a venda de joias da família, indicou hoje a polícia.  

Ao prestar declarações numa comissão parlamentar, o chefe da luta antiterrorista da Scotland Yard, Mark Rowley, explicou que as três adolescentes despenderam mais de 1.000 libras (1.400 euros) em dinheiro nos seus bilhetes de avião para a Turquia.  

"Pensamos que conseguiram este dinheiro devido ao roubo de joias de um dos membros da família", disse. 

Shamima Begum, 15 anos, Kadiza Sultana, 16 anos, e Amira Abase, 15 anos, estudantes na "Bethnal Green Academy", leste de Londres, deixaram a capital britânica em 17 de fevereiro em direção a Istambul. 

São suspeitas de se terem juntado aos 'jihadistas' do grupo Estado Islâmico (EI). 

Mark Rowley estimou que um total de 26 jovens mulheres britânicas já partiram para este país do Médio Oriente, após os apelos do grupo extremista. 

As três adolescentes integravam um grupo de sete adolescentes que foram interrogadas duas vezes pela polícia após o desaparecimento de uma outra aluna da mesma escola, que partiu para a Síria em dezembro.

 
Lusa
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras