sicnot

Perfil

Mundo

Três anos de prisão por ter ajudado francesa a tentar viagem para a Síria

Um homem foi hoje condenado por um tribunal de Paris a três anos de prisão por ter ajudado uma adolescente de 14 anos que pretendia viajar para a Síria e casar com um 'jihadista' que conheceu através da internet. 

© Denis Balibouse / Reuters

O primeiro processo em França relacionado com o fenómeno de jovens raparigas radicalizadas coincidiu com a partida de três adolescentes britânicas para territórios controlados pelo grupo Estado Islâmico (EI), que provocou reações de choque no Reino Unido.   

O homem, com 41 anos, ajudou a adolescente em fuga a deslocar-se ao aeroporto de Lyon em fevereiro de 2014, para seguir em direção a Istambul. Os seus pais comunicaram o seu desaparecimento à polícia, que a detetou antes de seguir no voo.  

Particularmente determinada, a adolescente fugiu de novo e foi encontrada na Bélgica em setembro de 2014, casada com um 'jihadista' belga, e de seguida desapareceu, encontrando-se provavelmente na Síria com o seu marido. 

A jovem, que se radicalizou e usava véu islâmico, apesar da oposição da família, conheceu no Facebook um certo "Tony Toxico", que se apresentou como um membro do grupo Estado islâmico. Este aconselhou-a a deixar a França para viver plenamente a sua religião na Síria. A jovem rapariga disse que pretendia viajar para a Síria e casar com "Tony Toxico".

O condenado, com três filhas, incluindo uma com 14 anos, também foi contactado na rede social por "Tony Toxico", que lhe pediu para ajudar a adolescente a deslocar-se para a Síria. 

No julgamento, o detido disse ter prestado este serviço ao interlocutor, que não conhecia, por se tratar de um "irmão de religião". 


Lusa
  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.