sicnot

Perfil

Mundo

Dois dos três vulcões ativos na Guatemala regressaram à atividade

Dois dos três vulcões guatemaltecos ativos estão com manifestações de vitalidade, informaram hoje as autoridades, um dia depois de um deles, Santiaguito, começar a expelir fumo e cobrir localidades vizinhas com cinzas.

Vulcão Santiaguito, no oeste da Guatemala.

Vulcão Santiaguito, no oeste da Guatemala.

© Jorge Lopez / Reuters

O vulcão guatemalteco designado Fuego, no sudoeste do país, tem lançado detritos nas últimas semanas sobre as localidades próximas e forçou mesmo em fevereiro o encerramento temporário de um aeroporto na região. 

Agora, foi a vez de o vulcão Santiaguito, no oeste da Guatemala, acordar e começar a expelir colunas de fumo 400 metros acima da sua cratera. 

Este vulcão, cujo topo está situado a 2.500 metros acima do nível do mar, está localizado na província de Quetzaltenango.

Este gigante adormecido começou a agitar-se na terça-feira, mas os dirigentes locais disseram que até agora ainda não houve retirada de pessoas.

Já o início da atividade do Fuego em fevereiro, com a emissão de grandes colunas de cinzas, desencadeando um alerta laranja e forçando os residentes na zona a usarem máscaras protetoras. 

Em 2012, foram retiradas milhares de pessoas das vertentes do Fuego, depois de uma erupção. 

Os dirigentes da Guatemala já adiantaram que se mantêm vigilantes a um terceiro vulcão ativo, o Pacaya, situado no sul do país, o qual ainda não deu qualquer sinal de acordar do seu torpor.


Lusa
  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.