sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro canadiano diz que véu usado por muçulmanas é "anti-mulheres"

O primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, voltou a criticar o niqab, véu usado por mulheres muçulmanas para cobrirem o rosto, considerando-o um produto de uma cultura que é "anti-mulheres". 

© Chris Wattie / Reuters

O chefe do Governo conservador retomou na terça-feira, no parlamento, as críticas contra o niqab, com o líder liberal Justin Trudeau a acusá-lo e ao seu Governo de "alimentarem um preconceito contra os muçulmanos". 

Entre outras críticas, Trudeau lembrou as declarações do ministro da Imigração, Chris Alexander, que considerou o hijab (lenço que cobre os cabelos) algo que "vai contra os princípios dos valores canadianos".

Harper ignorou as críticas e reiterou a sua afirmação forte do mês passado em que considerou "ofensivo" alguém utilizar um niqab enquanto está a efetuar o juramento na cerimónia de cidadania. 

Stephen Harper afirmou que Trudeau "parece não entender a razão por que quase todos os canadianos se opõem ao uso de vestuário que cobre o rosto durante as cerimónias de cidadania". 

A polémica surgiu depois de um tribunal canadiano ter dado razão a uma mulher muçulmana que exigiu usar o niqab durante a cerimónia de atribuição de cidadania canadiana.

O primeiro-ministro afirmou que o Governo vai recorrer desta decisão por considerar que se trata de uma questão de segurança. 

No parlamento, o deputado do NDP Charlie Angus acusou Harper de caracterizar "toda uma religião" como anti-mulheres: "Se fosse um canadiano muçulmano, ficaria muito, mas muito preocupado com a polémica criada pelo nosso primeiro-ministro com este tipo de discurso", referiu. 

Justin Trudeau também advertiu que o Governo está a utilizar a mesma política que levou a algumas das "atitudes mais vergonhosas" no passado, relativamente à imigração judaica nos anos 1930 e 1940. 

Na altura, os judeus canadianos foram submetidos a quotas no acesso à universidade, forem impedidos de entrar em clubes sociais, empresas e em parques públicos.

Lusa
  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.