sicnot

Perfil

Mundo

Restabelecidas ligações telefónicas diretas entre Cuba e Estados Unidos

Os Estados Unidos e Cuba restabeleceram ligações telefónicas diretas entre os dois países, o mais recente passo do processo de normalização das relações entre Havana e Washington, anunciou hoje a empresa de telecomunicações cubana estatal Etecsa.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Fabrizio Bensch / Reuters

"A interligação direta foi estabelecida entre os Estados Unidos e Cuba, inicialmente para chamadas de voz internacionais", informou a Etecsa, num comunicado publicado pelos 'media' cubanos.

Esta medida vai acabar com as constantes interrupções que eram sentidas nas comunicações entre os dois países desde a década de 1960. Os serviços de comunicações diretas acabariam por ser totalmente cortados em 1999.

Trata-se do primeiro acordo assinado entre empresas cubanas e americanas após o anúncio, de 17 de dezembro de 2014, de uma aproximação histórica entre os dois países, que não têm relações diplomáticas oficiais há mais de meio século.

"O restabelecimento das comunicações diretas entre os Estados Unidos e Cuba ajuda a proporcionar melhores instalações e uma melhor qualidade para as comunicações entre os dois povos", assegurou a Etecsa.

Esta medida, fruto de um acordo anunciado em fevereiro passado entre a Etecsa e a americana Domestic Telecom, poderá abranger posteriormente outros tipos de comunicações, acrescentou a empresa cubana.

Antes deste acordo, as chamadas telefónicas entre os dois países eram feitas através de outros países, o que tornava as ligações muito caras. A Etecsa ainda não anunciou se vai baixar os preços das chamadas para os Estados Unidos.

Lusa
  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite