sicnot

Perfil

Mundo

Rússia lança "ano da amizade" com a Coreia do Norte

A Rússia anunciou hoje o lançamento de um "ano da amizade" com a Coreia do Norte, cujo novo dirigente, Kim Jong-Un, se deslocará em maio a Moscovo na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro. 

O novo dirigente da Coreia do Norte Kim Jong-Un vai deslocar-se em maio a Moscovo na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro.

O novo dirigente da Coreia do Norte Kim Jong-Un vai deslocar-se em maio a Moscovo na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro.

© KCNA KCNA / Reuters

O ministério dos Negócios Estrangeiros russo precisou que os dois países concluíram um programa de intercâmbio cultural destinado a reforçar os laços entre os dois antigos aliados do tempo da União Soviética.  

Esta aproximação, que coincide com o 70.º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, ocorre numa altura em que Moscovo procura contrabalançar as suas más relações com o Ocidente, que atingiram o ponto mais baixo desde o fim da Guerra Fria devido à situação na Ucrânia. 

O Ocidente e Kiev acusam a Rússia de apoiar militarmente separatistas pró-russos no leste da Ucrânia, o que Moscovo desmente.

Da Venezuela à China, a Rússia reforçou nos últimos meses as suas relações com novos parceiros económicos para compensar as sanções ocidentais e a queda do preço do petróleo.

Kim Jong-Un pretende, por sua vez, reduzir a dependência da Coreia do Norte em relação à China, a sua principal parceira política e económica.

O anterior líder norte-coreano, Kim Jong-Il, visitou a Rússia em agosto de 2011, viajando a bordo de um comboio blindado para se encontrar na Sibéria com o antigo Presidente russo, Dmitri Medvedev.

A Rússia deseja alargar as relações económicas com a Coreia do Norte e espera ver concretizar-se um projeto de cerca de 25 mil milhões de dólares (20 mil milhões de euros) de renovação da rede ferroviária do país, que lhe permitirá ter acesso aos recursos minerais norte-coreanos.

A Rússia participa também nas negociações a seis sobre o programa nuclear norte-coreano.

A chanceler alemã, Angela Merkel, por sua vez, anunciou hoje que não assistirá ao desfile militar que se realiza a 09 de maio em Moscovo para celebrar os 70 anos da vitória dos Aliados sobre a Alemanha nazi.



Lusa
  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.