sicnot

Perfil

Mundo

Rússia lança "ano da amizade" com a Coreia do Norte

A Rússia anunciou hoje o lançamento de um "ano da amizade" com a Coreia do Norte, cujo novo dirigente, Kim Jong-Un, se deslocará em maio a Moscovo na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro. 

O novo dirigente da Coreia do Norte Kim Jong-Un vai deslocar-se em maio a Moscovo na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro.

O novo dirigente da Coreia do Norte Kim Jong-Un vai deslocar-se em maio a Moscovo na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro.

© KCNA KCNA / Reuters

O ministério dos Negócios Estrangeiros russo precisou que os dois países concluíram um programa de intercâmbio cultural destinado a reforçar os laços entre os dois antigos aliados do tempo da União Soviética.  

Esta aproximação, que coincide com o 70.º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, ocorre numa altura em que Moscovo procura contrabalançar as suas más relações com o Ocidente, que atingiram o ponto mais baixo desde o fim da Guerra Fria devido à situação na Ucrânia. 

O Ocidente e Kiev acusam a Rússia de apoiar militarmente separatistas pró-russos no leste da Ucrânia, o que Moscovo desmente.

Da Venezuela à China, a Rússia reforçou nos últimos meses as suas relações com novos parceiros económicos para compensar as sanções ocidentais e a queda do preço do petróleo.

Kim Jong-Un pretende, por sua vez, reduzir a dependência da Coreia do Norte em relação à China, a sua principal parceira política e económica.

O anterior líder norte-coreano, Kim Jong-Il, visitou a Rússia em agosto de 2011, viajando a bordo de um comboio blindado para se encontrar na Sibéria com o antigo Presidente russo, Dmitri Medvedev.

A Rússia deseja alargar as relações económicas com a Coreia do Norte e espera ver concretizar-se um projeto de cerca de 25 mil milhões de dólares (20 mil milhões de euros) de renovação da rede ferroviária do país, que lhe permitirá ter acesso aos recursos minerais norte-coreanos.

A Rússia participa também nas negociações a seis sobre o programa nuclear norte-coreano.

A chanceler alemã, Angela Merkel, por sua vez, anunciou hoje que não assistirá ao desfile militar que se realiza a 09 de maio em Moscovo para celebrar os 70 anos da vitória dos Aliados sobre a Alemanha nazi.



Lusa
  • "Para ele, um 'não' não foi suficiente"
    3:39
  • Isabel II e Filipe de Edimburgo celebram 70 anos de casamento
    0:44

    Mundo

    A rainha Isabel II de Inglaterra e Filipe de Edimburgo celebram hoje 70 anos de casamento. Em dia de comemoração, o Palácio de Buckingham divulgou novas fotografias do casal cuja união é a mais duradora dentro das casas reais. Isabel casou com 21 anos. Seis anos depois foi coroada rainha por ocasião da morte do pai. A rainha e o marido têm quatro filhos, entre eles o herdeiro ao trono, Carlos, oito netos e cinco bisnetos.

  • Um negócio familiar destruído pelas chamas
    8:36
  • "Diálogos" de Catarina Neves duplamente premiado no festival Muvi
    2:12