sicnot

Perfil

Mundo

Batalha contra hepatite B pode ser ganha em 10 a 20 anos

A batalha contra a hepatite B, que mata 650.000 pessoas por ano no mundo, pode ser ganha dentro de 10 a 20 anos, afirmou esta quinta-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS).

© Rupak De Chowdhuri / Reuters

"Serão precisos 10 a 20 anos para que possamos esperar eliminar a hepatite B", declarou o médico Gottfried Hirnschall, diretor do departamento VIH/SIDA na OMS, na divulgação das primeiras orientações sobre o tratamento da doença.

Cerca de 240 milhões de pessoas têm hepatite B, uma infeção viral que se transmite através do sangue e de outros líquidos biológicos e que expõe os doentes a um significativo risco de morte por cirrose ou cancro do fígado.

A hepatite B afeta sobretudo as pessoas dos países de rendimentos baixos e médios, nomeadamente na África Ocidental (prevalência de mais de oito por cento) e na Ásia Oriental (prevalência entre cinco a oito por cento), onde é transmitida geralmente à nascença.

Nos países mais ricos (prevalência inferior a dois por cento), a transmissão sexual e a utilização de agulhas contaminadas são os principais meios de contaminação.

Existe uma vacina contra a doença considerada muito eficaz e vários tratamentos para evitar que os que têm o vírus desenvolvam uma cirrose ou cancro do fígado. Ainda assim, 650.000 pessoas morrem anualmente de hepatite B.

Muitos dos infetados não sabem que têm o vírus devido à ausência de sintomas, explicou o chefe do programa mundial contra a hepatite da OMS, Stefan Wiktor, referindo ainda o número insuficiente de laboratórios capazes de fazerem os testes de rastreio ou as dificuldades de acesso aos tratamentos.

"Dispomos dos instrumentos (...) Só precisamos de agir", disse.

A OMS recomenda a utilização de dois medicamentos para o tratamento da doença, seguros e muito eficazes, o tenofovir e o entecavir, já disponíveis em numerosos países sob a forma de genéricos.

Recomenda igualmente um controlo regular dos pacientes para avaliar se o tratamento funciona e para o rastreio precoce do cancro do fígado.

A agência da ONU sublinha ainda a importância da prevenção, recomendando a vacinação de todas as crianças contra a hepatite B, com a tomada da primeira dose à nascença.

Lusa

  • Carro do suspeito de rapto de Maelys fotografado por radar a alta velocidade
    1:16

    Mundo

    Praticamente um mês depois do desaparecimento de Maelys de Araújo, as autoridades francesas continuam a fazer buscas para tentar encontrar a menina lusodescendetnte de 9 anos. Entretanto, um jornal francês revelou que o carro do homem suspeito de rapto terá sido fotografado, por um radar, a alta velocidade na noite do desparecimento.

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Icebergue com 5.800 quilómetros quadrados está a deslocar-se na Antártida

    Mundo

    Um icebergue gigante está a deslocar-se na Antártida em direção ao mar de Weddell segundo as imagens de satélite reveladas. Trata-se do A68, um icebergue quatro vezes maior que a cidade de Londres. Com cerca de 5.800 quilómetros quadrados e triliões de toneladas, A68 é um dos maiores icebergues conhecidos.