sicnot

Perfil

Mundo

Dois agentes baleados em frente à esquadra de Ferguson

galeria de fotos

Dois agentes foram baleados hoje de madrugada nos EUA, num tiroteio em frente ao departamento da polícia de Ferguson, no estado norte-americano do Missouri, onde um jovem negro foi morto a tiro pela polícia no verão passado.

© Kate Munsch / Reuters

© Kate Munsch / Reuters

© Kate Munsch / Reuters

© Kate Munsch / Reuters

AP/ Jeff Roberson

AP/ Jeff Roberson

Fontes policiais, citada pela agência noticiosa Efe, indicaram ao jornal St. Louis Post-Dispatch que ainda é desconhecido o estado de saúde dos dois agentes ou a que unidades pertenciam.

O tiroteio ocorreu numa noite em que dezenas de pessoas protestaram em frente ao departamento da polícia local, após a demissão do chefe Thomas Jackson, anunciada na quarta-feira, na sequência de um relatório do Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre as práticas discriminatórias dos agentes e das autoridades da cidade.

A demissão, que produz efeitos a 19 de março, figura como a mais recente de uma série de outras por parte de várias figuras do poder local, desencadeadas pelo caso de Michael Brown, um jovem negro de 18 anos, que estava desarmado quando foi abatido a tiro em agosto do ano passado pelo polícia branco Darren Wilson.

O caso de Ferguson, que desencadeou massivos protestos, reabriu dois debates chave nos Estados Unidos: a discriminação racial e a violência policial.


Lusa
  • Encontrada criança britânica desaparecida na praia da Luz

    País

    Foi encontrada a criança britânica que estava desaparecida desde o início da tarde, avançaram as autoridades. A Polícia Marítima tinha sido informada do desaparecimento de um rapaz de 8 anos, de nacionalidade inglesa, tendo efetuado diligências nas proximidades da praia algarvia.

    Em atualização

  • Marcelo pede "serenidade e cabeça fria" no debate político
    1:29
  • Seca agrava prejuízos agrícolas no Alentejo
    2:11
  • Estudantes universitários poderiam estar a pagar propinas mais baixas
    2:02

    País

    Os alunos universtários poderiam estar a pagar propinas mais baixas do que pagam atualmente. A situação foi denunciada pela Federação Académica do Porto, que diz que os estudantes estão a pagar cerca de 100 euros a mais do que deviam. O INE admite, num documento enviado ao Governo, que pode existir um método melhor para o cálculo destes valores.

  • Várias casas evacuadas devido a chuvas fortes na Alemanha
    0:54
  • Liberdade de movimento entre UE e Reino Unido termina em março de 2019

    Brexit

    A liberdade dos cidadãos europeus para viver e trabalhar no Reino Unido vai terminar, em março de 2019. O Governo britânico pediu esta quarta-feira um estudo de um ano sobre a migração europeia no país, de modo a ajudar no sistema de imigração que será implementado. A avaliação vai estar concluída em setembro, de 2018, seis meses antes da conclusão do Brexit.