sicnot

Perfil

Mundo

Gravação prova que Estado Islâmico aceita declaração de obediência do Boko Haram

A organização 'jihadista' Estado Islâmico aceitou a declaração de obediência do grupo islâmico nigeriano Boko Haram, de acordo com uma gravação áudio hoje difundida nas redes sociais e apresentada como um discurso do porta-voz do EI, Abu Mohamed al-Adnani.

© Thaier Al-Sudani / Reuters

"Vimos anunciar-vos a boa nova da expansão do califado à África ocidental, pois o califa, que deus o guarde, aceitou a obediência dos nossos irmãos do grupo sunita para a pregação e a 'jihad'", o nome em árabe do Boko Haram, que anunciou no início de março a sua lealdade àquela organização extremista.

Na gravação de cerca de 30 minutos, Adnani pede aos muçulmanos "que viajem para a África ocidental para se juntar aos irmãos combatentes no terreno".

O Boko Haram, que se estima ter vários milhares de combatentes, está a multiplicar os atentados sangrentos nas grandes cidades do norte da Nigéria e os massacres de aldeões em zonas inóspitas, não só no país mas por vezes também nos Estados vizinhos.

O Estado Islâmico, que se apoderou de grandes parcelas de território iraquiano desde junho e de grandes áreas da vizinha Síria, aí declarou um califado.

Uma coligação internacional criada pelos Estados Unidos está desde agosto a atacar os 'jihadistas' no Iraque, apoiando ofensivas terrestres do exército e de milícias xiitas, que conseguiram já recuperar terreno aos 'jihadistas'.

O oficial norte-americano de patente mais alta, o general Martin Dempsey, declarou, por isso, recentemente que "o aspeto militar" da campanha 'antijihadista' "está a correr bem" e que o grupo EI está "sob pressão em quase todos os pontos do Iraque".

Por seu lado, Adnani afirmou que "as vitórias proclamadas pela coligação mais não são que vitórias ilusórias que consistem na reconquista de pequenas porções de terra no Iraque".

"O nosso califado está a resistir e a avançar no caminho certo e com passos seguros. Estamos a combater os cruzados e a rafidah (a comunidade xiita) e, dia após dia, o Estado Islâmico está a tornar-se mais forte", asseverou o porta-voz do movimento.



Lusa
  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.